Botafogo encara Atlético Nacional em busca de quebrar tabu de 44 anos

O Botafogo visita o Atlético Nacional pela segunda rodada da Copa Libertadores da América, precisando vencer para empatar com o Barcelona de Guayaquil, que já acumula duas vitórias na competição. Se conseguir somar os três pontos, o Glorioso irá quebrar um tabu de 44 anos sem vencer longe de seus domínios.

O último triunfo do time, hoje comandado por Jair Ventura, fora de casa aconteceu na Libertadores do ano de 1973, exatamente no dia 17 de março, quando bateu o Nacional-URU pelo placar de 2 a 1 em Montevidéu, com gols de Roberto e Jairzinho.

LEIA MAIS:
PARA BRUNO SILVA, SEQUÊNCIA FORA DE CASA AJUDARÁ BOTAFOGO NA LIBERTADORES
DUDU CEARENSE REBATE JORNALISTA POR CRÍTICA AO BOTAFOGO

Naquele ano, o Alvinegro classificou na liderança da fase de grupos, que contava com Nacional-URU, Palmeiras e Peñarol-URU. Assim como o Verdão, o Botafogo ficou com nove pontos, mas por fazer mais gols terminou esta etapa no topo da tabela.

Porém, na fase semifinal, que naquela época era disputada em um triangular, o Botafogo encarou Colo-Colo-CHI e Cerro Porteño-PAR e acabou eliminado da competição, ficando em último. Apenas o primeiro do grupo se classificava. Em 1973, o artilheiro do Glorioso na Copa Libertadores da América foi Dirceu, que balançou as redes em cinco oportunidades.

Antes da fase de grupos da Copa Libertadores de 2017, o Botafogo conseguiu sair com a classificação no Paraguai, após bater o Olímpia nas penalidades máximas. Contudo, durante os 90 minutos o Glorioso perdeu por 1 a 0.



Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.