Reservas do Botafogo falam em título contra o Vasco: “Vale tudo para nós”

Crédito da imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

A sequência fora de casa pela Libertadores obrigou o Botafogo a adotar uma estratégia diferente e separar o elenco. O volante Matheus Fernandes explicou

.

“Muito importante a divisão do grupo. A gente que está ali treinando e sabe que a oportunidade vai aparecer. É legal. Nessa final acredito que a gente vai ter um bom desempenho”, prevê o jogador de 18 anos.

LEIA MAIS:
Saiba quais jogadores do Botafogo voltaram da Colômbia para jogar a final contra o Vasco
Camilo ou Montillo? Comentarista aponta qual escolheria para ser titular do Botafogo
Análise tática: como Vasco e Botafogo devem se comportar no clássico

Na quinta (13), o alvinegro venceu o Atlético Nacional por 2 a 0 em Medellín. Apenas nove jogadores que viajaram para Colômbia já voltaram para o Rio de Janeiro. Os demais seguiram para Guayaquil, onde o time encara o Barcelona-EQU na próxima rodada.

“É um título e vale tudo pra nós. Desde que cheguei no profissional encarei todos os jogos como uma final. Temos que mostrar o nosso melhor. Vai ser um jogo difícil, vamos aguardar para saber quem começa, mas tenho certeza que quem jogar vai deixar o máximo para conquistar a Taça Rio. Espero um jogo muito duro. Não tem essa de time reserva ou titular. Vamos pra vencer o jogo”, contou Matheus Fernandes durante entrevista coletiva.

O volante que já atuou pela Libertadores ficou no Brasil e deve começar jogando o clássico diante do Vasco neste domingo (16) pela final da Taça Rio. O jogo acontece a partir das 16h (de Brasília) no Estádio Nilton Santos.

Helton Leite, Fernandes, Igor Rabello, Renan Fonseca e Gilson; Bruno Silva, Dudu Cearense, Matheus Fernandes e Leandrinho; Guilherme e Sassá (Joel) formam o provável time do Botafogo que enfrenta o Vasco. Dentre eles apenas o volante Bruno Silva atuou como titular na Colômbia.

Enquanto isso, Airton e Montillo estão lesionados e seguem trabalhando com o grupo no Rio de Janeiro.