Brasil terá Japão de Nishikori pela frente para voltar ao Grupo Mundial da Copa Davis

Divulgação - 9 - Kei Nishikori

Nesta terça-feira, a Federação Internacional de Tênis (ITF) realizou, em Londres, o sorteio dos jogos válidos pelos Play-Offs do Grupo Mundial da Copa Davis. Após vencer o Equador no Zonal Americano no fim de semana, o Brasil caiu contra o Japão, país de Kei Nishikori, atual número 7 do ranking mundial. Como as duas nações jamais se enfrentaram antes no torneio, foi necessário outro sorteio para definir o mando, que acabou sendo dos nipônicos.

LEIA TAMBÉM:
Brasil confirma favoritismo, despacha Equador e volta aos Play-Offs da Copa Davis

O confronto será disputado entre 15 e 17 de setembro, exatamente na semana após o US Open, último Grand Slam da temporada. Nos próximos meses, a federação japonesa irá definir o local, o piso e as bolas para a eliminatória, porém é provável que escolham uma superfície rápida, já que Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro têm seus melhores resultados em quadras de saibro.

Bellucci, inclusive, venceu Nishikori em 2017. Na primeira rodada do Rio Open, em fevereiro, o paulista ganhou em sets diretos, mas o japonês chegou à capital fluminense cansado da final em Buenos Aires na semana anterior.

No ranking da ATP, o Japão conta com quatro jogadores dentro do top 100. Além de Nishikori, os asiáticos também têm Yoshihito Nishioka, 63º, Yuichi Sugita, 93º, e Taro Daniel, 96º. O Brasil, por sua vez, tem Bellucci, 65º, Rogério Dutra Siova, 69º, e Thiago Monteiro, 81º.

Os outros sete confrontos de reperscagem são:

Cazaquistão x Argentina, no Cazaquistão
Colômbia x Croácia, na Colômbia
Suíça x Bielorrússia, na Suíça
Holanda x Rep. Tcheca, na Holanda
Portugal x Alemanha, em Portugal
Hungria x Rússia, na Hungria
Canadá x Índia, no Canadá

Se vencer em terras japonesas, o Brasil retornará à elite da Copa Davis em 2018, findando jejum de cinco anos. Caso seja derrotado, o país voltará ao Zonal Americano.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.