João Dória provoca palmeirenses e Felipe Melo responde

A polêmica que não acaba e que a cada dia cresce entre torcedores rivais; as provocações em relação a tão famigerada Copa Rio de 51, que mais tarde, a cúpula palmeirense tentou uma homologação junto a FIFA, para que fosse oficializada, como título mundial. A maior entidade do futebol, por ora, disse sim, mas, meses depois, oficializou que segundo a entidade, os legítimos campeões mundiais, são aqueles que venceram após o ano de 2000 (torneio desse ano conquistado pelo arquirrival Corinthians).

Com isso, o crescimento de brincadeira é progressivo, com novos adeptos, especialmente, algumas pessoas públicas do setor político, como o atual prefeito de São Paulo, que não deixou de dar a sua ‘cutucadinha’. Dória Júnior fez a devida provocação sobre o suposto mundial conquistado pelo o clube alviverde, em 1951. Em ritmo de brincadeira, Filipe Melo não perdeu tempo, como é de sua característica, respondeu ao prefeito da capital paulista, em evento da fornecedora de material esportivo Adidas. “Acho que sacanagem faz parte. É bonito. Eu sou do tempo de Romário, Edmundo, Paulo Nunes, Viola…”, relembra com certa nostalgia, o volante palmeirense.

Em tom de deboche e ironia, Melo ainda ressaltou o espirito da brincadeira, diante qualquer resultado. “Tem que sacanear mesmo. Agora, tem que sacanear, mas aguentar também depois. Hoje em dia, as pessoas gostam muito de zoar, mas quando são zoadas ficam de bico”, finaliza o jogador ‘boleiro’, ao Portal do G1.