Douglas relembra tempos de Série B e prega dificuldades ao Inter: “É f…”

meia
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Titular do Vasco da Gama durante a acidentada campanha na Série B de 2014, em que os cariocas tiveram dificuldades para subir, o meia Douglas relembrou os seus tempos de segunda divisão na manhã desta segunda-feira. Ele concedeu entrevista à Rádio Atlântida, de Porto Alegre, e chegou a dizer que na segundona os jogadores correm “até dez vezes mais” que na elite.

O jogador gremista, que ainda se recupera de uma grave lesão no joelho, evitou fazer brincadeiras ou provocações ao rival Inter, que em 2017 disputará, pela primeira vez em sua história, a segunda divisão do futebol nacional. Mas avaliou que dificilmente o colorado encontrará facilidades no decorrer da competição.

LEIA MAIS:

Em “alto nível” no Palmeiras, Fernando Prass explica insucesso no Grêmio

Valdívia frustra planos de Palmeiras e Corinthians: “Eu quero ficar no Inter”

“Cara, Série B é f… Os caras correm 10 vezes mais do que os times da Série A. Contra os grandes então, mais ainda. E é a mesma coisa dentro ou fora de casa. E o pau canta. O pau canta e te olham na cara nem aí para nada”, disse Douglas.

D’Alessandro

Sobre o Inter, Douglas também comentou sobre a sua relação com D’Alessandro, que retornou ao Beira-Rio depois de um ano emprestado ao River Plate. O meia gremista disse que ambos se respeitam bastante. “É uma relação de respeito. Ele me respeita e eu respeito ele”, destacou.

No entanto, Douglas revelou um gesto de D’Alessandro que marcou bastante. Logo após sua lesão no ligamento do joelho esquerdo, D’Ale enviou uma mensagem prestando solidariedade ao momento do colega de profissão. “Achei uma atitude do c…”, elogiou Douglas.

Em processo de fisioterapia em decorrência da lesão no joelho, o maestro tricolor citou mais quatro meses até um possível retorno aos gramados. Ele se mantém otimista e ainda acredita que será possível pegar uma Libertadores. Na teoria, ele estaria apto a retornar a partir das quartas de final, caso o Grêmio avance no torneio.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.