Torcedores.com

Ousadura? Felipe Melo manda recado aos “professores de plantão”; assista

Reproducao: Twitter

Já virou rotina as declarações de impacto do volante Felipe Melo após uma partida do Palmeiras. Ontem, na vitória dura sobre o Peñarol por 3 a 2 com gol nos acréscimos, não foi diferente. Em uma delas, alguns torcedores chegaram até a pegar no pé do jogador da equipe alviverde com relação a língua portuguesa. Ao querer valorizar o sangue frio e vontade dos seus companheiros, Felipe chamou de “ousadura” ao invés de ousadia.

“No meu ponto de vista, o árbitro não foi bem hoje. Mas o time foi ousada para caramba e essa ‘ousadura’ do nosso time fez a gente ganhar esse jogo”, disse ele na zona mista.

LEIA MAIS:

Após eliminação do Santos, Gabriel Jesus tira sarro na web; confira

Hoje, o próprio Felipe Melo tratou de explicar o termo afirmado ser comum em sua casa e manda um recado aos “professores de plantão”.

–  Aos professores de plantão que sabem tanto, sabem muito. Aqui na minha casa é ousadura e não ousadia. Óbvio que eu sei que ousadia é a palavra certa. Mas ousadura é a forma que eu uso para brincar aqui em casa. Ousadura neles – declarou Felipe Melo.

ASSISTA:

Racismo

Também depois do duelo pela Libertadores, Felipe Melo revelou em entrevista ao Sportv que recebeu ofensas raciais de um dos jogadores do Peñarol.

“Na força ninguém vai ganhar da gente, não. A intimidade que está sendo criada no time foi importante. O árbitro não foi bem hoje, mas o time foi ousado. O cara que fez o gol deles me chamou de macaco. Se as câmeras pegaram bem dá pra pegar. A mulher dele deve ter traído com algum negão. Sou preto mesmo. Não vou denunciar. Se fosse o Felipe de uns tempos atrás, eu já virava ali um socão, alguma coisa, mas Deus tem me regenerado, eu tenho aprendido muito, tenho controlado mais o meu ânimo. O cara que fez o gol deles (que me chamou de macaco) é moreno escuro, na época da escravidão ele iria tomar chibatada igual a mim”, destacou.

O camisa 30 do Verdão ainda disse que o atleta uruguaio já pediu desculpas e que não irá denunciá-lo.