Goleiro do Borussia revela jogadores chocados: “ninguém pensou em jogo”

Reprodução/Facebook Borussia Dortmund

O goleiro Roman Bürki estava ao lado do zagueiro Marc Bartra que se feriu com estilhaços de vidro após três explosões que aconteceram próximas ao ônibus do Borussia Dortmund na tarde desta terça-feira (11). Em entrevista ao jornal Blick, da Suíça, ele deu maiores detalhes e revelou que “ninguém pensou em jogo” nos minutos que sucederam o acontecimento.

“Deixamos o hotel às 19h15 (horário local, 14h15 de Brasília) e descemos a rua. O ônibus virou na rua principal, quando houve um enorme estrondo, uma verdadeira explosão. Eu estava sentado na última fileira, ao lado do Marc Bartra, que se feriu com estilhaços de vidro”, afirmou.

LEIA MAIS:
APÓS ADIAMENTO DE JOGO, BORUSSIA DORTMUND CRIA REDE PARA AJUDAR TORCEDORES DO MONACO

“Depois do barulho, todos nos abaixamos no ônibus e, quem podia, se jogou no chão. Não sabíamos o que tinha acontecido. A polícia chegou rapidamente ao local. Estamos todos chocados. Ninguém pensou em jogo de futebol nos minutos seguinte”, completou o goleiro.

Após as explosões, a partida de ida entre Borussia Dortmund e Monaco, que estava marcada para esta terça-feira (11), no estádio Signal Iduna Park, válida pelas quartas de final da UEFA Champions League foi remarcada para quarta-feira (12), às 13h45 (de Brasília). Em seu Twitter, a equipe da Alemanha criou uma tag para ajudar torcedores do time francês que não teriam moradia para esta noite.