Guerrero revela “pito” de Réver em comemoração de gol; entenda

Gilvan de Souza/Flamengo

Para muitos flamenguistas, Paolo Guerrero fez sua melhor apresentação com a camisa do clube na última quarta-feira, na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no Maracanã, pela terceira rodada do Grupo 4 da Libertadores. O camisa 9 marcou o primeiro gol na competição e que abriu caminho para os três pontos fundamentais – agora o Rubro-Negro lidera a chave com seis pontos, contra cinco da Universidad Católica e quatro do Furacão.

LEIA TAMBÉM:
Foi sério Veja a situação de Pará após levar pancada contra o Atlético-PR
Diego sofre entorse no joelho e preocupa departamento médico do Flamengo
Mancuello é cortado do jogo do Flamengo contra o Atlético-PR; veja o motivo

Torcida do Flamengo exibe mosaico em homenagem a golaço de Zico em 1981; veja fotos

Em entrevista coletiva pós-jogo, Guerrero admitiu que sua vontade era extravasar com a torcida rubro-negra, porém foi alertado pelo zagueiro Réver. Motivo? O risco de ser punido com cartão amarelo pela comemoração. “Queria dar um abraço na torcida, mas o Réver disse: ‘Não abraça eles, não, porque você vai tomar um amarelo’ “, brincou o peruano.

Além disso, o apoio incondicional da torcida do Flamengo impressionou Guerrero.

“Houve um detalhe muito importante que foi o que a torcida fez com o (Marcelo) Cirino. Fiquei muito feliz. Dá motivação especial, esquenta a vontade dos jogadores. A torcida foi grandiosa, incrível. Eles gostam de todos”, completou o camisa 9.

Assista à entrevista de Guerrero gravada pelo Torcedores.com:

*com colaboração de Gilmar Machado



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.