Jornalista defende Felipe Melo e pede fim de rótulo de violento ao volante

Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Felipe Melo é o estilo de jogador que não tem papas na língua na hora de falar o que pensa. Não por acaso é um dos personagens preferidos dos repórteres atualmente. Comumente envolvido em uma polêmica e rotulado de violento, o volante palmeirense foi defendido pelo jornalista Paulo Cesar Vasconcellos no programa Redação Sportv.

Segundo PC, o jogador sempre é qualificado como violento devido a eliminação da Seleção Brasileira nas quartas de finais da Copa do Mundo de 2010.

LEIA MAIS:
DESTAQUE DO PALMEIRAS, KENO QUASE FOI PARA O VASCO
EM 2000, MARCOS BRILHOU E PALMEIRAS ELIMINOU O PEÑAROL DA LIBERTADORES

“O episódio da Copa foi há sete anos. O Leonardo também foi expulso na Copa de 94 contra os Estados Unidos. Como o Brasil foi campeão ninguém lembra. Mas deixou o Brasil no maior sufoco. Ele deu uma cotovelada desnecessária. O episódio pode ser lembrado, mas não tem que chegar e botar uma tatuagem no sujeito: ‘você foi expulso’”, disse o comentarista no programa Redação Sportv.

“Tem um conjunto da obra, se você olhar para os clubes onde ele jogou vai ver o trabalho que está desenvolvendo, inclusive, no Palmeiras. Aí no dia que for expulso, vão falar:’ Está vendo, não falei? Olha ele aí de novo’. É um jeito nosso, nós jornalistas temos isso. Alguém comete um deslize e pouco importa se foi ontem ou há 10 anos. A gente sempre vai lembrar em algum momento”, complementou Paulo Cesar Vasconcellos.

Nesta quarta feira o Palmeiras volta a campo pela Libertadores da América, para encarar o Peñarol às 21h45 (Brasília).



Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.