Nadador tem desafio inusitado em prova de maratona aquática em Jacareí

Marcos Campos Marcos Campos é ultramaratonista aquático e já encarou vários desafios ousados como dar a Volta na Ilha Anchieta, segunda maior ilha do estado de São Paulo, e ficou no Top-10 da maior travessia do planeta conhecida como Hernandárias-Paraná (88Km). Mas nesta quarta-feira (12), o taubateano viverá uma experiência inusitada. O nadador vai participar da 30ª Prova de Natação Equipada do 11º Grupamento de Bombeiros, um evento tradicional da corporação para militares e também aberto à civis, que será disputado na Represa do Jaguari, em Jacareí, à 125 km de São Paulo. Nessa prova, os nadadores deverão percorrer um trajeto de 3.500 metros nadando olhando apenas para a água, se guiando com uma corda amarrada no chão, e utilizar obrigatoriamente uma série de equipamentos (nadadeira – pé de pato, snorkel, máscara, roupa de neoprene e touca) simulando as condições reais de um bombeiro em um salvamento aquático. “Essa prova tem características únicas.

Os atletas serão divididos em duas categorias: militar e não militar. Nós, civis, vamos para a água para nadar na condição deles (os bombeiros), equipados com tudo o que eles utilizam numa situação real, o que é absolutamente outra realidade de nado. Acredito que isso irá agregar muito como atleta e pessoa mesmo. Como toda competição, o que vale a pena sempre é fazer mais força do que você faria num treino. Então vamos mudar um pouco o estímulo para se manter motivado na busca por novos desafios”, explica o atleta.

O principal objetivo de Marcos Campos na temporada 2017 é concluir a Travessia Capri-Nápoles, na Itália, uma das mais prestigiadas da Europa, mas também conhecida por ser uma das mais belas porém difíceis dos 7 mares. A prova está prevista para o mês de julho, mas a rotina de treinos de Marcos segue intensa até lá. “Neste momento estamos fazendo um estimulo de força maior. Por isso também a prova de natação equipada é importante, para ajudar a criar mais resistência.”