Sevilla divulga comunicado criticando reunião da AFA com Sampaoli

Reprodução/AFA

A saída de Edgardo Bauza do comando da Seleção Argentina abriu espaço para Jorge Sampaoli se tornar o principal nome na lista de sucessão para o comando da Albiceleste. Mas o Sevilla, time do treinador, não está agradado com o assédio argentino para cima de seu comandante.

Em seu site oficial, o time andaluz publicou uma carta criticando a intenção da Associação de Futebol Argentino (AFA) de ter uma reunião com o treinador nos próximos dias. O comunicado também foi enviado aos dirigentes da entidade como forma de aviso.

LEIA MAIS

ANDERSON SILVA BRINCA COM FALTA DE OPONENTE EM COLETIVA DO UFC 212

DESTAQUE DO PALMEIRAS, KENO QUASE FOI PARA O VASCO; ENTENDA

DEPUTADO E DIRETOR DA CBF RECEBEU PROPINA PARA FINANCIAR ARENA CORINTHIANS

FOLLMANN E EX-BANDEIRINHA SÃO OS NOVOS CONTRATADOS DO FOX SPORTS

“Com as informações publicadas em toda a imprensa nacional e internacional de um possível interesse da Associação de Futebol Argentino (AFA) a contratar como técnico de sua seleção nacional Jorge Sampaoli, com quem temos contrato até junho de 2018, além das declarações de seu presidente Claudio Tapia sobre uma reunião com o treinador nos próximos dias, o Sevilla envia um comunicado à AFA em que manifesta, se forem verdadeiras estas informações, como falta de respeito. Além de considerar inaceitável qualquer reunião ou encontro que visa fazer o treinador romper contratualmente com o clube e, sendo assim, não hesitaremos em procurar nossos direitos”, diz a nota do Sevilla.

O nome de Sampaoli vinha ganhando força com os últimos tropeços da Argentina nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que causaram a demissão de Bauza. A intenção é de que o treinador assuma o comando da Albiceleste assim que a temporada europeia terminar.

Além do treinador do Sevilla, outro nome que começou a ser cotado nos últimos dias é o de Diego Simeone, do Atlético de Madrid. A decisão sobre o novo treinador deve sair nas próximas semanas, com o próximo compromisso argentino sendo um amistoso contra o Brasil, em junho.

 

(Crédito da foto: Reprodução/AFA)