Nada de tapa na cara! Felipe Melo mostra autocontrole em lance com uruguaio

Felipe Melo
Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação

Depois de provocar os jogadores uruguaios do Peñarol com as declarações que se fosse preciso, daria tapa na cara, Felipe Melo provou que dentro de campo tem autocontrole. O volante que havia se explicado no meio desta semana até foi provocado pelos adversários, mas se manteve fora de confusões na vitória sofrida do Palmeiras por 3 a 2.

Durante o primeiro tempo da partida, Felipe Melo foi muito provocado pelos jogadores do Peñarol e em um lance envolvendo o atacante Affonso, até se estranhou e encarou o atleta, mas ficou nisso.

LEIA MAIS: Técnico do Peñarol elogia postura do time e critica acréscimos: “Até Palmeiras fazer o gol”

Veja o momento em que Felipe Melo e Affonso se desentendem:

Vitória e racismo

O volante que foi substituído durante o segundo tempo, viu do banco o Palmeiras desempatar a partida no último lance do jogo, com Fabiano, após cobrança de escanteio. Em entrevista depois da vitória, o palmeirense polemizou em mais uma entrevista, afirmando que foi chamado de “macaco” por um dos atletas do Peñarol.

“O cara que fez o gol deles ficou durante muito tempo me chamado de macaco. Eu acho que a televisão dá para pegar bem ele me chamando de macaco. Sou preto mesmo, acho que ele deve ter algum problema, a mulher dele já teve ter traído ele com algum negão, alguma coisa assim”, disse se referindo a Gastón Rodríguez.