Técnico do Peñarol elogia postura do time e critica acréscimos: “Até Palmeiras fazer o gol”

Peñarol
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O técnico do Peñarol, Leonardo Ramos, disse não ter gostado da arbitragem após a derrota para o Palmeiras com um gol nos acréscimos do segundo tempo. Para o uruguaio, o tempo adicional foi exagerado e o árbitro Roddy Zambrano estava “perdido” em campo.

“Eu nunca vi um árbitro assim. Ele deu oito minutos de acréscimo, até o Palmeiras conseguir fazer o gol. Foi mal durante todo o jogo”, afirmou revoltado.

LEIA MAIS: Após vitória do Palmeiras, Felipe Melo manda recado para prefeito de São Paulo

Para Leonardo Ramos, o time foi bem e o que pesou foi o começo do segundo tempo, quando o Palmeiras marcou dois gols em um intervalo de cinco minutos e virou o placar. “Eu estou é muito orgulhoso de como meus jogadores se portaram neste jogo. Eles jogaram bem, se portaram bem e tivemos ótimos momentos. A verdade é que fomos surpreendidos com o início do segundo tempo deles”, analisou.

O árbitro equatoriano expulsou o técnico uruguaio no final do segundo tempo, após Leonardo impedir a continuação do jogo em uma falta a favor do Palmeiras, que terminou com a expulsão do atacante Dudu.

O juiz havia dado cinco minutos de acréscimos, mas após uma confusão generalizada entre jogadores de Palmeiras e Peñarol, acrescentou mais três minutos. O gol de Fabiano saiu aos 54 minutos do segundo tempo, motivo de muita revolta por parte dos uruguaios.