Ser clube formador: veja os planos do Palmeiras para a base

cicero souza palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

O Palmeiras sempre foi conhecido como um dos clubes que mais têm dificuldades de aproveitar os atletas que surgem na base. Mas a diretoria comandada pelo presidente Maurício Galiotte quer mudar este quadro.

As metas do Palmeiras para a base começaram a ser implementadas na diretoria anterior, de Paulo Nobre, em 2015. O gerente de futebol, Cícero Souza, assumiu com a função de tornar o Verdão formador até 2019.

“Queremos ser um clube que capta, forma e faz bem a transição ao profissional. Temos objetivos técnicos, financeiros e de imagem e queremos ter uma equipe profissional competitiva capaz de brigar pelas primeiras colocações”, disse o gerente durante o II Debate Pense Bola, evento organizado pela Think Ball que reuniu profissionais do futebol na semana passada em São Paulo.

Os resultados desta política do Palmeiras na base estão aparecendo. O Verdão chegou em todas as finais dos Estaduais – até agora perdeu duas (sub-13 e sub-17), venceu duas (sub-11 e sub-15), empatou o primeiro jogo do sub-20 e venceu a primeira partida da Copa do Brasil sub-17.

Jogadores estão sendo cedidos para as seleções de base. Até as vendas, que antes eram raras, agora estão sendo mais comuns – a saída de Gabriel Jesus para o Manchester City foi a mais da história do Palmeiras, e quarta maior venda no mercado brasileiro.

A torcida também tem dado mostras de que ‘comprou’ a ideia. Mais de 21 mil pessoas compareceram no último sábado no Allianz Parque para acompanhar os títulos do sub-11 e sub-15.

Mas nem tudo são flores. Cícero mostrou incômodo quando foi abordado sobre o pouco aproveitamento no profissional dos talentos da base que estão surgindo. Aos olhos da opinião pública, o alto investimento da Crefisa em reforços tarimbados é um empecilho para dar mais chances aos jovens.

Na visão de Cícero, está tudo saindo de acordo com o planejado. Ele acredita que não dá para queimar etapas. E aproveitou para expor a meta do Palmeiras para 2018. “Queremos ter pelo menos quatro jogadores da base com pelo menos dez jogos disputados com 45 minutos em campo”.

Você conhece os melhores sites de apostas do mercado? O OddsShark te indica. Acesse, escolha o site com as melhores opções e bônus, cadastre-se e boa sorte!



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com