Palmeiras e Flamengo usam menos a base no Brasileirão e reforçam fama de “gastadores”

Foto: Staff Images/Flamengo

Assim como na edição 2016, Palmeiras e Flamengo, responsáveis pelos maiores investimentos do futebol nacional, encerraram o Brasileirão 2017 sendo os grandes clubes que menos usaram atletas das categorias de base nas 38 rodadas disputadas.

De acordo com levantamento feito pelo Torcedores.com, o Palmeiras foi o lanterna em aproveitamento da base (veja o ranking abaixo), com apenas três atletas: o volante Gabriel Furtado, e os atacantes Matheus Iacovelli e Fernando. Nenhum deles terminou o ano como titular.

O curioso é que o alviverde viveu em 2017 um de seus melhores momentos na história com as divisões inferiores, sendo campeão da Copa do Brasil Sub-17 e do Campeonato Paulista Sub-20, entre outras conquistas.

Já o Flamengo, outro grande que tem tido sucesso com as categorias de base em diversos torneios, foi o segundo grande que menos aproveitou atletas formados no próprio clube. Foram apenas nove jogadores, incluindo o veterano Juan, que retornou ao rubro-negro em 2016, 14 anos depois de ter rodado por Bayer Leverkusen-ALE, Roma-ITA e Internacional.

Além de Juan, os técnicos Zé Ricardo e Reinaldo Rueda usaram os goleiros César e Thiago, o zagueiro Léo Duarte, os meias Lucas Paquetá e Matheus Sávio, e os atacantes Vinícius Júnior, Lincoln e Felipe Vizeu. Desses, César, Léo Duarte e Vizeu encerraram o Brasileirão como titulares.

Na edição 2016, o Flamengo havia sido o lanterninha em relação ao aproveitamento de atletas oriundos da base (seis jogadores), um pouco atrás do campeão Palmeiras (sete jogadores), que consagrou o jovem Gabriel Jesus, formado no clube, como craque da competição.

Em 2017, Palmeiras e Flamengo lideraram em investimentos no futebol brasileiro. O time paulista, com a ajuda da patrocinadora Crefisa, investiu R$ 140 milhões em reforços, entre eles o atacante Borja e o volante Bruno Henrique. Já o Flamengo desembolsou R$ 41 milhões com a aquisição de atletas como Éverton Ribeiro e Rhodolfo.

O Grêmio foi o líder em aproveitamento da base no torneio. Foram 27 jogadores no total.

Veja o ranking dos grandes que mais usaram a base no Brasileirão 2017:

Grêmio (27 jogadores): Marcelo Grohe (goleiro), Leo (goleiro), Rafael Thyere (zagueiro), Ruan (zagueiro), Ericson (zagueiro), Emanuel (zagueiro), Felipe (lateral), Kaio (volante), Machado (volante), Arthur (volante), Jailson (volante), Balbino (volante), Vico (volante), Conrado (meia), Lima (meia), Patrick (meia), Lincoln (meia), Matheusinho (meia), Jean Pyerre (meia), Nicolas Careca (atacante), Pepê (atacante), Everton (atacante), Pedro Rocha (atacante), Luan (atacante), Dionathã (atacante), Batista (atacante) e Lucas Poletto (atacante).

Fluminense (20 jogadores): Frazan (zagueiro), Reginaldo (zagueiro), Nogueira (zagueiro), Léo Pelé  (lateral-esquerdo), Mascarenhas (lateral-esquerdo), Wendell (volante), Douglas (volante), Luiz Fernando (volante), Mateus Norton (volante), Marlon Freitas (volante), Gustavo Scarpa (meia), Luquinhas (meia), Robert (meia), Wellington Silva (atacante), Marcos Júnior (atacante), Matheus Alessandro (atacante), Pedro (atacante), Marcos Calazans (atacante), Lucas Fernandes (atacante) e Peu (atacante).

Santos (16 jogadores): João Paulo (goleiro), Daniel Guedes (lateral-direito), Caju (lateral-esquerdo), Gustavo Henrique (zagueiro), Lucas Veríssimo (zagueiro), Zeca (lateral-esquerdo), Orinho (lateral-esquerdo), Emerson Barbosa (lateral-esquerdo), Thiago Maia (volante), Alison (volante), Léo Cittadini (Meia), Lucas Crispim (meia), Serginho (meia), Arthur Gomes (atacante), Rodrygo (atacante) e Yuri Alberto (atacante) *Vitor Bueno (meia) foi contratado junto ao Botafogo-SP para o sub-20 do Santos e não é considerado na lista.

Vasco (15 jogadores): Gabriel Félix (goleiro), Jordi (goleiro), Henrique (lateral-esquerdo), Douglas Luiz (volante), Bruno Cosendey (volante), Andrey (volante), Mateus Vital (meia), Guilherme Costa (meia), Evander (meia), Bruno Gallo (meia), Alan Cardoso (meia), Thalles (atacante), Caio Monteiro (atacante), Paulo Vitor (atacante) e Paulinho (atacante). *Jomar (zagueiro), ex-Tigres, foi contratado inicialmente para o time sub-20 e não é considerado na lista.

Atlético-MG (14 jogadores): Cleiton (goleiro), Gabriel (zagueiro), Rodrigão (zagueiro), Bremer (zagueiro), Jesiel (zagueiro), Leonan (lateral-esquerdo), Marcos Rocha (lateral-direito), Alex Silva (lateral-direito), Yago (volante), Ralph (volante), Thalis (meia), Marquinhos (meia), Capixaba (atacante), Elder Santana (atacante).

Corinthians (14 jogadores): Caíque França (goleiro), Léo Santos (zagueiro), Pedro Henrique (zagueiro), Fagner (lateral-direito), Léo Príncipe (lateral-direito), Guilherme Arana (lateral), Maycon (volante), Marciel (volante), Mantuan (volante), Pedrinho (meia), Rodrigo Figueiredo (meia), Léo Jabá (atacante), Carlinhos (atacante) e Jô (atacante).

São Paulo (13 jogadores): Rodrigo Caio (zagueiro), Lucão (zagueiro), Éder Militão (volante), João Schmidt (volante), Araruna (volante), Lucas Fernandes (meia), Gabriel (meia), Hernanes (meia), Shaylon (meia), Luiz Araújo (atacante), Léo Natel (atacante), Brenner (atacante) e Bissoli (atacante).

Botafogo (12 jogadores): Marcelo (zagueiro), Igor Rabello (zagueiro), Emerson Santos (zagueiro), Victor Lindemberg (lateral-esquerdo), Matheus Fernandes (volante), Fernandes (meia), Leandrinho (meia), Wenderson (meia), Ezequiel (meia), Pachu (atacante), Renan Gorne (atacante) e Lucas Campos (atacante).

Cruzeiro (11 jogadores): Rafael (goleiro), Murilo (zagueiro), Arthur (zagueiro), Lucas Silva (volante), Nonoca (volante), Alex (meia), Alisson (atacante), Elber (atacante), Jonata (atacante), Alex Sandro (atacante) e Judivan (atacante). * Raniel (atacante) foi contratado por empréstimo junto ao Santa Cruz para o time Sub-20 e não é considerado na lista.

Flamengo (9 jogadores): César (goleiro), Thiago (goleiro), Léo Duarte (zagueiro), Juan (zagueiro), Matheus Sávio (meia), Lucas Paquetá (meia), Vinícius Jr (atacante), Felipe Vizeu (atacante) e Lincoln (atacante).

Palmeiras (3 jogadores): Gabriel Furtado (volante), Matheus Iacovelli (atacante) e Fernando (atacante).

VEJA TAMBÉM:

Grêmio é o grande que mais usou as categorias de base no Brasileirão 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)