Como Pep Guardiola formou um Bayern invencível

Quando Josep Guardiola foi apresentado como novo técnico do Bayern de Munique, uma questão se sobressaia sobre o retorno do catalão ao futebol após um ano sabático. Ele conseguiria melhorar o time de Jupp Heynckes, então campeão de tudo? Na Bundesliga, a resposta para essa questão foi finalizada nesta terça-feira.

O triunfo por 3 a 1 sobre o Hertha Berlin, atuando na capital alemã, confirmou o 24º título dos bávaros no Campeonato Alemão, no que foi a conquista com maior antecedência na história da competição – nunca um clube havia erguido a taça com sete rodadas de antecedência. Esses é apenas um dos recordes alcançados pela equipe bávara -outros tantos ainda podem ser até a disputa da última rodada.

Porém, mais do que feitos históricos – que, vale lembrar, Heynckes também os colecionou em 2012-13 – Guardiola conseguiu fazer uma equipe dominante se tornar insuperável. Para isso, não ousou em mudar o que já parecia infalível.

Screen Shot 2014-03-26 at 11.26.17 AM

O capitão Philipp Lahm raramente atuou na lateral direita e se firmou como primeiro volante. Dessa forma, Javi Martínez, que custou 40 milhões de euros em2013 e foi a contratação mais cara da história da Bundesliga, virou reserva e, com pouco espaço, atuou algumas vezes na zaga. No posto deixado por Lahm, Rafinha, então reserva, dominou a posição e se destacou.

Além disso, os reforços Mario Gotze e Thiago Alcantara permitiram um maior revezamento no altamente qualificado meio de campo bávaro. No ataque, o titular Mario Mandzukic ganhou a concorrência do próprio Gotze e de Thomas Muller, que, em algumas oportunidades, atuaram de ‘falso 9′, ideia que agrada e muito a Guardiola.

Veja a noticia completa na ESPN



Redação do Torcedores.com