Éder Jofre completa 78 anos; conheça mais sobre a lenda do boxe mundial

Há 78 anos nascia o maior pugilista brasileiro de todos os tempos, e maior peso galo do mundo. Éder Zumbano Jofre nasceu no Peruche, bairro da cidade de São Paulo, em 26 de março de 1936. A família de sua mãe, os Zumbanos, já eram conhecidos boxeadores. Seu pai, conhecido como Kid Jofre, também foi um bom pugilista, e foi com quem Éder aprendeu a lutar.

Com 20 anos de idade, ainda como amador, Éder Jofre disputou os Jogos Olímpicos de Melboune, em 1956, quando estava invicto até então. Mas, em um treinamento, acabou quebrando o nariz, devido à má organização brasileira, e acabou por ser derrotado em sua segunda luta, nas quartas de final.

Um ano mais tarde, começou sua carreira profissional, na categoria peso galo. Em 1958 se tornou campeão brasileiro da categoria. Em 1960, foi campeão sul-americano no peso galo. Em agosto do mesmo ano, na eliminatória para o título mundial, Jofre venceu o mexicano Joe Medel. Após dez rounds, o Galinho de Ouro conseguiu o nocaute, naquela que é considerada por ele a luta mais difícil da carreira.

Após três meses de incessantes treinamentos, chegou o grande dia. No Coliseu de Los Angeles, acompanhado por seu pai, mãe e amigos, contra o resto do ginásio, que estava todo a favor do mexicano Eloy Sánchez, Éder Jofre dominou os cinco primeiros rounds , e no sexto aplicou o cruzado de direita que determinou o nocaute e a glória inédita. Éder Jofre deu ao Brasil uma de suas maiores glórias: o título mundial dos galos, reconhecido mundialmente.

Manteve seu título até 1965, quando perdeu uma luta que valia o título para o japonês Masahiko “Fighting” Harada, em um resultado contestadíssimo, favorecendo demais o japonês. Em 1966, na luta que seria a revanche para Éder, novamente Harada foi favorecido pelos juízes, o que culminou na sua aposentadoria temporária. Essas duas foram as únicas derrotas em toda a carreira profissional do Galinho.

Como eu disse, sua aposentadoria foi temporária, já que ele não conseguiu viver sem o boxe, e voltou em 1969, agora na categoria peso pena. E em 1973, então com 37 anos, conquistou mais um título mundial, na luta contra o cubano naturalizado espanhol José Legra, sete anos mais jovem que o brasileiro, em uma luta dramática que durou 15 assaltos. Aposentou-se em 1976.

Éder Jofre lutou profissionalmente durante 19 anos (de 1957 a 1976). Fez 78 lutas, com 72 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas, para Harada (e roubadas!). É até hoje reconhecido mundialmente como uma das lendas do boxe, um mestre, um monstro sagrado do esporte mundial, um mito conhecido em todos os lugares. Talvez o lugar em que ele é menos reconhecido, seja em seu próprio país, infelizmente.

Feliz aniversário, Galinho, e que ainda venham muitas e muitas vitórias em sua vida, a vida de um verdadeiro lutador!

Fontes de referência:

Jornal Lance, quinta-feira, 18 de novembro de 2010. Boxe, “O canto do Galo”.
http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89der_Jofre
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110326/not_imp697479,0.php
http://www.brasil.gov.br/sobre/esporte/esportistas-famosos/eder-jofre