Felipe Nasr prepara vida dupla por vaga na F1 e fim de jejum

Aos 21 anos, Felipe Nasr pode ser considerado um “experiente novato” do automobilismo mundial. Foi apenas em 2014 que ele fez sua estreia na Fórmula 1, como piloto reserva da Williams – no mesmo ano em que disputará a GP2 pela terceira temporada seguida.

Não que participar da categoria-escola mais uma vez seja um problema para Nasr. Em 2013, no volante da equipe Carlin, ele brigou pelo título, terminando o ano em quarto. Com a permanência selada na tradicional escuderia, o brasiliense quer ganhar terreno e fechar 2014 com o título.

“Eu não fico satisfeito por não ter ganhado corrida. Esse não é meu desejo. Esse ano, vou estar com tudo para ganhar o campeonato”

“A gente esteve em contato com a maioria das equipes medianas. Essa da Toro Rosso, que eu me lembro, foi o próprio Helmut Marko (dirigente da Red Bull que trabalha, entre outras funções, como uma espécie de olheiro de novos talentos para os programas da equipe) que veio atrás em uma corrida em Monza, para saber se a gente estaria disponível em ter a vaga na Toro Rosso. Houve uma breve negociação, mas nada foi levado mais a frente”

Veja e entrevista completa no Terra



Redação do Torcedores.com