Blake Griffin pode deixar Clippers se cartola racista continuar na NBA

Melhor jogador do Los Angeles Clippers, Blake Griffin declarou que pode deixar o time caso Donald Sterling não venda a franquia. Acusado de atos de racismo, o cartola do Los Angeles Clippers vem sendo pressionado a vender o time e deixar de participar de negociações do campeonato.

Flávio Moreira
Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.

Foto: LOS ANGELES, CA - JANUARY 11: Blake Griffin #32 of the Los Angeles Clippers reacts after committing a foul in the fourth quarter against the Miami Heat at Staples Center on January 11, 2012 in Los Angeles, California. The Clippers defeated the Heat 95-89 in overtime. (Photo by Jeff Gross/Getty Images)

 

DESTAQUES
LeBron pode não jogar se Sterling continuar na NBA
Dono dos Clippers pode lucrar com racismo e sair com R$ 2.2 bi no bolso

Em entrevista para a ESPN LA, Blake Griffin disse ainda estar estudando a atitude que vai tomar. “Eu ainda não sei como vai ser. Se tiver que ser assim, eu vou tomar uma decisão. Não é algo que seja ideal. Pessoalmente, eu não sei todos os prós e contras”, disse. “Depende da liga, mas não acho que o ideal seja começarmos a próxima temporada com isso ainda tramitando”, completou.

Griffin não é o primeiro jogador da NBA a cobrar atitudes contra Sterling Recentemente, LeBron James, do Miami Heat, declarou que pode inciar um boicote na próxima temporada caso o cartola siga na liga.

Mesmo com o banimento de Sterling já decretado e a ordem para que venda os Clippers, Maxwell Blecher, seu advogado já declarou que vai tentar manobras na Justiça comum para que o dono dos Clippers não pague U$ 2,5 milhões.