Timberlake: “Quero agradecer todo mundo… menos Sterling”

O movimento contra Donald Sterling já ultrapassou os limites da NBA e ganhou um aliado de peso: Justin Timberlake. Em seu discurso de agradecimento por ter sido eleito o artista do ano no prêmio Billboard 2014, o cantor mandou um recado bem claro, mostrando de que lado está na polêmica.

Flávio Moreira
Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.

Foto: LOS ANGELES, CA - JUNE 12: Actor/singer Justin Timberlake attends Game Four of the 2008 NBA Finals between the Los Angeles Lakers and the Boston Celtics on June 12, 2008 at Staples Center in Los Angeles, California. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and/or using this Photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. (Photo by Lisa Blumenfeld/Getty Images)

“Eu quero agradecer todo mundo. O mundo inteiro… Menos Donald Sterling. Eu não quero”, disse Timberlake.

https://www.youtube.com/watch?v=rNarndkwaNU

Acusado de atos de racismo, o cartola do Los Angeles Clippers vem sendo pressionado a vender o time e deixar de participar de negociações do campeonato.

LEIA MAIS
Blake Griffin pode deixar Clippers se cartola racista continuar na NBA
LeBron pode não jogar se Sterling continuar na NBA

Dentre os jogadores, Blake Griffin e LeBron James também já manifestaram suas posições sobre o caso. Principal jogador do Los Angeles Clipper, Griffin já ameaçou deixar o clube caso Sterling siga como cartola. Já LeBron, do Miami Heat, alegou que pode organizar um boicote se a NBA não fizer algo em relação ao banimento de Sterling da NBA.

Mesmo com o banimento do cartola já decretado e a ordem para que venda os Clippers, Maxwell Blecher, seu advogado já declarou que vai tentar manobras na Justiça comum para que o dono dos Clippers não pague U$ 2,5 milhões.