Antonio Conte é contratado para comandar a seleção italiana

Depois de um mês do encerramento da Copa do Mundo de 2014, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) finalmente confirmou que Antonio Conte, ex-treinador da Juventus, assumirá o comando da seleção local.

Antonio Andrade
Suposto entendido, analista e comentarista. Porém, simplesmente apaixonado pelo esporte mais popular e fascinante do planeta: o futebol!

LEIA MAIS
TOP 10: Contusões mais chocantes do futebol
Confira as mulheres “titulares” do Barcelona
Jornal catalão comete equívoco e coloca Léo Moura na mira do Barcelona

Conte chega para substituir Césare Prandelli, que se demitiu após a eliminação da Itália no último Mundial, e ficará no cargo, inicialmente, até julho de 2016, garantindo-lhe o direito de treinar a seleção italiana na próxima Eurocopa.

A escolha de Antonio Conte é uma decisão acertada da Federação Italiana, que, mesmo diante das pressões causadas pela segunda eliminação consecutiva na primeira fase de uma Copa do Mundo, não agiu de maneira precipitada e tampouco política no momento de escolher seu próximo treinador.

Isso porque Antonio Conte é um técnico jovem e que dá continuidade à proposta de renovação da seleção italiana, que começou com Cesare Prandelli, em 2010, contratado para mudar o jeito de jogar do time, que, historicamente, sempre priorizou a defesa.

Importante lembrar que o trabalho de Cesare Prandelli, mesmo com o tropeço na Copa do Mundo de 2014, apresentou bons resultados, tanto que a Itália comandada por ele chegou ao vice-campeonato da Eurocopa de 2012 jogando um futebol leve, bonito, ofensivo e de muito toque e posse de bola.

Ao apostar em Antonio Conte, e não em um técnico medalhão, com rodagem por diversos clubes ou passagens pela própria seleção, a Federação Italiana mostra que, mesmo diante do resultado do último Mundial, o caminho de mudança iniciado por Prandelli é o correto e o melhor nome – talvez o único para o cargo – fosse mesmo o de Conte, que chega credenciado pelo excelente trabalho realizado na Juventus de Turim, clube com o qual conquistou o tricampeonato italiano e duas Supercopas da Itália.

Contudo, considerando que o contrato de Antonio Conte é de apenas dois anos, ou seja, até a Euro de 2016, a Federação Italiana demonstra esperar resultados imediatos de seu novo treinador, que terá o complicado trabalho de recuperar a moral da Azzurra para os próximos amistosos e eliminatórias da Eurocopa.

Apesar do grande desafio, Antonio Conte tem tudo para causar impacto imediato na Squadra Azzurra, por ser um treinador que dá ênfase a um futebol coletivo, equilibrado e extremamente competitivo.

Foto: Getty Images