Marcos fez falta ao Palmeiras após goleada sofrida para o Goiás; entenda

Marcos aconselhou Nobre e Cuca a escolher Jaílson para o gol do Palmeiras. Foto: Getty Images

O Palmeiras é o lanterna do Campeonato Brasileiro. Vai enfrentar nesta quinta-feira (25) o Vitória, no Pacaembu, para tentar sair do limbo. A situação, que já não é fácil, ficou terrível no domingo (21), quando a equipe foi goleada para o Goiás, no Serra Dourada, por 6 a 0. Não só pela qualidade, mas um jogador que fez falta ao Verdão foi o goleiro Marcos.

Aposentado desde 2012, o eterno camisa 12 do Palmeiras ficou conhecido não só pelos milagres que operou debaixo das traves alviverdes. O goleiro também era célebre pelas declarações após as derrotas sofridas pelo clube.

“Hoje, nosso time não impõe respeito. Fomos grandes, mas não somos mais. Estou até treinando para explicar derrotas. A culpa não é só da defesa. Mas eles podiam ter avisado antes que eu nem entrava em campo. A próxima vez é mais fácil”, disse Marcos quando o Palmeiras foi goleado pelo Vitória por 7 a 2, em 2003, pela Copa do Brasil.

Quando o Palmeiras levou 6 a 0 do Coritiba, pela Copa do Brasil de 2011, Marcos voltava ao gol após longo tempo fora por lesão. E soltou o verbo após o jogo: “Podiam me avisar no vestiário que estavam desanimados. Eu nem entrava em campo. Agora que cavamos o buraco eu quero terminar de enterrar.”

E após os 6 a 3 para o Mirassol, pelo Campeonato Paulista de 2013? Marcos já estava aposentado. Mas mesmo assim deu seu pitaco: “”Sabe o que me irrita quando acontece uma coisa dessa? É que o tempo passa, e a única pessoa lembrada no jogo é o goleiro. Todos esquecem que os outros também jogam. Experiência própria. Força, Prass!”, disse o agora ex-goleiro, referindo-se a Fernando Prass, então titular do gol verde.

Certamente, Marcos teria muito a falar após a goleada sofrida pelo Verdão para o Goiás, o último grande vexame alviverde.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.