Após cair duas vezes como jogador, Rivaldo dirigente leva Mogi para a Série B após 10 anos

aposentadoria
Divulgação / Site Oficial do Mogi Mirim

Rivaldo foi um jogador acostumado com conquistas, títulos e prêmios, mas viveu o lado oposto de uma carreira em 2013, quando foi rebaixado duas vezes com o São Caetano. Um ano após rescindir com o Azulão, que estava prestes a deixar a Série B, o Rivaldo dirigente recolocou o seu Mogi Mirim no segundo escalão do futebol brasileiro após 10 anos.

LEIA MAIS
Rogério Ceni é exaltado pela imprensa internacional por quebrar recorde
Veja o ranking dos clubes que mais aumentaram suas dívidas em 2014
Confira os salários dos técnicos dos 12 clubes de maior faturamento do Brasil

Se em novembro de 2013 o ainda meia amargava a saída pelas portas dos fundos do São Caetano – onde também foi rebaixado no Campeonato Paulista-, o mês de novembro de 2014 será bem mais feliz. O empate sem gols com o Salgueiro na última sexta-feira sacramentou o acesso do time do interior paulista para a Série B.

A luta agora será pelo título da Série C que pode coroar o trabalho iniciado por Rivaldo há seis anos, quando assumiu o comando do clube que o colocou nos holofotes do futebol brasileiro.

Após dividir o comando da equipe com os últimos passos como jogador e ser bastante criticado por isso, Rivaldo tomou conta do futebol do Mogi em 2014, além de atuar em algumas partidas do Paulistão.

Com o fim da parceria com a Energy Sports em 2013, ele centralizou praticamente todas as decisões, nomeou parentes para cargos do time – o filho Romarinho é o presidente do conselho deliberativo -, criou confusão com a população pela falta de apoio ao clube e chegou a fechar as portas dos treinamentos para a imprensa.

Os métodos talvez não tenham sido os melhores, mas o resultado é incontestável. Em 18 jogos na primeira fase da Série C, o Mogi conquistou nove vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Nas quartas de final, venceu o Salgueiro em Pernambuco por 1 a 0 e garantiu o acesso ao se classificar para a semifinal com o empate por 0 a 0.

Agora, o adversário por uma vaga na decisão por uma vaga na final será o Paysandu, que também subiu de divisão ao lado de Macaé e CRB. Especula-se até que Rivaldo possa jogar contra o time paraense como uma forma de homenagem por recolocar o time na Série B.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.