Dana White oficializa Belfort x Weidman para 28 de fevereiro, no UFC 184

Após dois adiamentos, o UFC confirmou a luta entre Vitor Belfort e o norte-americano Chris Weidman para o dia 28 de fevereiro, no Staples Center, em Los Angeles. A disputa valerá o cinturão dos médios.

LEIA MAIS
Aposentadoria? Anderson Silva assina com UFC por mais 15 lutas

TUF Brasil 4 será gravado em Las Vegas

O primeiro duelo estava marcado para maio, mas a Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC), onde a luta ocorreria, retirou o brasileiro do evento por uso de terapia de reposição de testosterona, o famoso TRT. Em agosto, a NSAC liberou o uso de TRT e o combate foi marcado para o dia 6 de dezembro. No entanto, Weidman sofreu uma fratura na mão em um dos treinamentos e o duelo teve que ser remarcado mais uma vez.

Esta será a terceira disputa de cinturão do “fenômeno” em três anos. Em 2011, Vitor perdeu para Anderson Silva, após receber um chute frontal do Spider e cair praticamente desacordado. No ano seguinte, subiu de categoria para enfrentar Jon “Bones” Jones pelo título dos meio-pesados. Jones finalizou o brasileiro no quarto round depois de castigar seu oponente com suas famosas cotoveladas e seu “ground and pound” afiado.

Vale lembrar que Vitor foi o desafiante que chegou mais perto de finalizar o atual campeão. Ainda no primeiro round, Belfort encaixou um arm lock no americano, mas soltou ao ouvir um estalo: “Achei que tinha quebrado o braço dele”, disse o brasileiro, na ocasião. “Bones”, por sua vez, disse que nunca sentiu uma dor daquela e realmente pensou que ia ter seu braço quebrado, mas resistiu e venceu a luta.

Essas foram as únicas derrotas de Belfort desde sua volta ao UFC em 2009. Após o último revés, acumulou vitórias convincentes sobre Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson, todas por noucate. Henderson nunca tinha sido nocauteado antes. Vitor tem demonstrado seu apetite pelo cinturão depois de seu retorno. E após três vitórias incontestáveis, deve ser o adversário mais duro que Weidman enfrentará.

Embora tenha um combate duro pela frente, Chris Weidman não pode ser subestimado por ninguém no mundo da luta. O americano possui um cartel com 12 vitórias e nenhuma derrota. No UFC, acumula oito vitórias sobre adversários respeitados: Lyoto Machida, Anderson Silva, Mark Muñoz e Demian Maia foram os últimos derrotados pelo atual campeão.

Weidman é uma verdadeira pedra no sapato dos brasileiros, mas Belfort está disposto a quebrar essa sina e impor sua primeira derrota.

Chris é um lutador extremamente versátil. Dono de um wrestling poderoso e um boxe cada vez mais apurado, o americano não deixa a desejar no Jiu Jitsu. Do outro lado, Vitor é um exímio faixa-preta de Jiu Jitsu e o striker mais perigoso que o MMA já viu. A expectativa é de uma luta franca com ambos partindo para cima o tempo inteiro, mas o desejo é de que o cinturão venha para o Brasil.



Jornalista esportivo!