Messi egípcio é suspenso por quatro jogos por puxar camisa de juiz

O atacante Walid Soliman é um dos principais craques do futebol do norte da África. Devido à sua habilidade com a canhota, o jogador do Al Ahly e da seleção do Egito é conhecido no país como Messi egípcio.

No último fim de semana, o jogador se envolveu em um lance bizarro. Após receber o segundo cartão amarelo, aos 14 minutos do 2º tempo da partida contra o Asyouty Sport, por causa de uma falta cometida, o atacante se revoltou e levantou a camisa do juiz que estava presa dentro do calção.

A Federação Egípcia de Futebol não gostou nadinha da atitude de Walid e suspendeu o jogador por quatro jogos. Além disso, o craque ainda foi multado em cerca de R$ 1.800. Punição pesada, não?

Walid ficou bem chateado com a suspensão, mas afirmou ter se arrependido do gesto. O jogador também disse que vai acatar o castigo aplicado e que aprendeu a lição. O que será que aconteceria se o estranho incidente ocorresse no Brasil? Será que o STJD também aplicaria uma punição severa como a recebida pelo Messi do Egito?

Veja abaixo o incidente e diga se você achou grave puxar a camisa do juiz:

Crédito da foto: Reprodução de vídeo



Jornalista, formado na Metodista, com passagens pelo UOL, R7, Meia Hora e Diário do Grande ABC.