Não é apenas F1; Confira pilotos que se tornaram ícones sem ela

Aqui no Brasil, o pensamento básico do torcedor é o seguinte: Caso você não tenha sucesso na F1, você não teve sucesso na carreira. Só que esse não é o caso de alguns pilotos. Uns são brasilieiros que tiveram êxito em outros países, outros são estrangeiros que viram em outras categorias, o êxito profissional.

LEIA MAIS Existe alegria fora da F1; Confira pilotos que participam de outras categorias Confira a lista de pilotos que não sentem falta da F1: Tom Kristensen (Dinamarca) O dinamarquês Tom Kristensen é o maior exemplo de que nem sempre a F1 cria grandes pilotos: Ele conquistou a tradicional prova 24h de LeMans em oportunidades: 1997, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008 e 2013. É o único piloto da Dinamarca com êxito em sua carreira, onde focou tão somente em provas de longa-duração (Endurance) Atualmente, com 47 anos, Kristensen é piloto do time oficial da Audi.

Hélio Castroneves (Brasil) Hélio Castroneves criou uma carreira sólida na Formula Indy, e se tornou uma lenda em Indianapolis, onde ele conquistou três vitórias: 2001, 2002 e 2009. Além disso, em 2003, Helinho ficou em segundo, atrás de Gil de Ferran em uma rara dobradinha de pilotos estrangeiros na Indy500. Hélio teve a chance de ser campeão da temporada 2014 da IndyCar, mas perdeu para seu companheiro de equipe, Will Power. Atualmente, Hélio tem 39 anos de idade e pilota pela equipe Penske.

Tony Kanaan (Brasil) Outro brasileiro que se achou fora do eixo da F1 foi Tony Kanaan. Tny conquistou a temporada 2004 da IndyCar, com direito a completar todas as voltas de todas as provas. Além disso, Tony venceu a edição de 2013 das 500 Milhas de Indianapolis, em uam épica vitória pela pequena equipe KV Racing. Atualmente, Tony tem 39 anos, e está na equipe Chip Ganassi.

Sebastian Loeb (França) Sebastian Loeb achou um universo bem interessante fora dos circuitos; direcionou a sua carreira para o rally. Ele foi campeão do WRC (Campeonato Mundial de Rally) de 2003 a 2012. Exatamente, ele conquistou nove títulos consecutivos, todos pela equipe Citroën e ao lado do monegasco Daniel Elena, que era seu co-piloto. Agora, aposentado do rally e com 39 anos, Loeb é piloto do WTCC (World Touring Car, onde mantem uma equipe própria. Ele é comparado a Alain Prost na França, tamanho os seus feitos. Além disso, o piloto quebrou o recorde na tradicional escalada Pikes Peak, localizada nos Estados Unidos. Loeb chegou a ser cogitado para a Formula 1 em 2009 para pilotar para a equipe Toro Rosso, mas a ideia não vingou.

Valentino Rossi (Itália) Valentino Rossi, ou ‘O Doutor’, como ele é conhecido, ainda mantem carreira na MotoGP, mas conquistou nove títulos mundiais: um nas 125cc, um nas 250cc, um na antiga 500cc e um títulos mundiais – sendo quatro consecutivos – na MotoGP. A soberania de Rossi entre os primeiros colocados só parou em 2011, com sua ida para a Ducati. Com 35 anos, o ‘Doutor’ voltou a correr bem e briga pelo vice-campeonato da temporada 2014.

E você? Conhece mais algum piloto que fez uma sólida carreira em outra categoria de Esportes a Motor? Comente!



Jornalista de 28 anos, com passagens em diversos sites como UOL Esporte, Trivela, Fanáticos por Futebol, Doentes por Futebol e revistas como IstoÉ 2016.