Opinião: Por que não Oswaldo de Oliveira no Corinthians?

Oswaldo de Oliveira
Getty Images

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o presidente Mario Gobbi garantiu que não renovará o contrato do técnico Mano Menezes. A definição do novo comandante corintiano irá acontecer, talvez, apenas em fevereiro de 2015, quando o novo mandatário máximo do clube for eleito. Até lá, as especulações seguem povoando o horizonte do bicampeão mundial. Mas, além de Tite, outro nome pode aparecer com força: Oswaldo de Oliveira.

LEIA MAIS
Novela Petros não acaba. Grêmio entra com recurso para novo julgamento

Campeão mundial, do Brasileiro e do Paulista pelo Corinthians, o treinador de 63 anos segue sem equipe após sair do Santos. Oswaldo tem prestígio no Timão, além do carinho de grande parte da torcida. E uma chegada ao CT Joaquim Grava pode mudar o estilo de jogo do alvinegro.

O treinador costuma armar bem as suas equipes e, muitas vezes, de maneira ofensiva. Com as boas peças no meio-campo do Timão, o time pode ganhar uma cara nova: agressiva e estimulante. Características essas que fariam o alvinegro jogar mais bonito. Com Mano, o futebol é pouco vistoso e parece que sempre falta algo a mais.

Corinthians é imponente. Tem de jogar para vencer sempre, independentemente do mando de campo e do adversário. Em tempo: Não sou de todo críticas a Mano e gosto bastante do profissional.

Tite, sem dúvida, é o nome dos sonhos de todo corintiano. Trouxe os principais títulos do clube e, em minha opinião, é o maior técnico da história do Timão. As taças na sala de troféus justificam a minha análise. Contudo, não se deve descartar o nome de Oswaldo de Oliveira.

Será que o torcedor gostaria de ver Oswaldo de Oliveira de volta? Expresse a opinião nos comentários.

Foto: Getty Images



Aficionado por futebol, escreve sobre o Grêmio "para o que der e vier". Não tece comentários bebendo vinho, mas sempre coloca o Mundial no caminho. Trarei a visão não-regionalizada do Imortal. Curta, compartilhe e comente.