Opinião: Torcida precisa deixar de ser apática na inauguração do Allianz Parque

notícias do Palmeiras

O Palmeiras é historicamente a “torcida que canta e vibra”. Como torcedor, sei bem como é o sentimento que liga o palmeirense ao clube mesmo nas fases mais difíceis, nos períodos de seca de títulos, rebaixamentos. É algo indescritível. Entretanto, há uma parte nos estádios que não consegue acompanhar a outra quando o time leva um baque durante os jogos.

LEIA MAIS
São Paulo x Palmeiras será em um domingo à noite e sem TV aberta

Muitos palmeirenses podem não concordar, mas vi em muitos momentos uma torcida apática nos jogos dentro de casa quando as coisas não funcionam para o Verdão. Os torcedores, acostumados a vexames e derrotas traumáticas, como a eliminação para o Goiás em casa na Copa Sul-Americana de 2010, um ainda o “feito” histórico na final da Copa Mercosul de 2000, quando o time abriu 3 a 0 no Vasco e perdeu por 4 a 3, parecem ter sido abalados por esse retrospecto em algum momento.

Quando o Palmeiras sofre um gol em casa em situação que pareça não ter mais saída, todo o trauma volta à tona e faz com que o torcedor fique menos ligado na hora de empurrar o time. E aí que aparece a força das organizadas, que puxam o coro e buscam manter o embalo até o fim.

Existe uma diferença de perfil entre os torcedores, e tenho a impressão, até por relatos de amigos palmeirenses que confirmam essa tese, de que o comportamento nos jogos nos meios de semana e de sábado no Pacaembu é muito melhor do que aos domingos. O que explicaria a quantidade de fracassos em partidas nesse dia recentemente.

No Allianz Parque, que deverá ser inaugurado em um domingo de novembro, a torcida do Palmeiras tem a chance de ouro nos últimos tempos para mostrar que, unida, é muito mais forte. Que terá capacidade de empurrar o time e compensar a deficiência técnica dos jogadores do atual elenco.

É a chance de que todos cantem a mesma canção de incentivo, busquem aplaudir desde a entrada em campo, se mantenham firmes na cantoria e no empurrão aos jogadores durante os 90 minutos, e mostrem que a nação palmeirense possui uma força que os rivais não imaginam, ou não se lembram.

O Allianz Parque é a maior conquista deste centenário turbulento do Palmeiras. Cabe aos torcedores transformar a arena em uma fortaleza que coloque medo nos rivais.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.