A ótima fase de Anderson Talisca, destaque do Benfica na temporada

Talisca

Na última terça-feira, o Benfica empatava em casa com o Monaco, da França, pela quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, resultado que deixaria os encarnados na lanterna do grupo C com apenas 2 pontos conquistados e, portanto, virtualmente eliminado.

Os portugueses, no entanto, ganharam uma sobrevida graças ao gol salvador do brasileiro Anderson Talisca, marcado aos 38 minutos do segundo tempo, que, além de garantir a vitória, deixou o Benfica a um ponto do próprio Monaco, segundo colocado do grupo.

O gol de Anderson Talisca, o primeiro dele na Liga, apenas coroa um início simplesmente espetacular do jogador no futebol europeu. Desde que saiu do Bahia para integrar o elenco do Benfica no meio deste ano, Talisca tem encantado tanto os portugueses quanto os demais europeus pelas suas grandes atuações. Até o momento, o brasileiro disputou 14 jogos e marcou 9 gols, 8 deles pela Liga Portuguesa, o que o coloca no topo da artilharia do campeonato, e 1 pela competição europeia.

A boa fase de Talisca não é mero acaso. O brasileiro, desde os tempos do Bahia, demonstrava ser extremamente talentoso, sendo capaz de exercer com muita qualidade todas as funções no meio de campo, podendo, ainda, atuar como segundo atacante. Além da capacidade de jogar em diversas posições, Talisca possui força física, habilidade e visão de jogo, combinando tais características em favor de seu jogo.

Diante de tantos predicados, Anderson Talisca se adaptou rapidamente às exigências do futebol europeu, tanto que hoje o brasileiro é titular absoluto do Benfica, independentemente do esquema tático utilizado por Jorge Jesus, treinador lusitano. Portanto, o brasileiro é, indiscutivelmente, o principal jogador dos encarnados.

O desempenho de Talisca, inclusive, já chamou a atenção de José Mourinho, que elogiou o jogador após os 3 gols marcados na vitória de 5 a 0 sobre o Vitória de Setúbal. O português também revelou que o brasileiro só não foi contratado por uma equipe da Premier League por não possuir os requisitos necessários à emissão da licença de trabalho.

Apesar de atuar na Liga Portuguesa, cujas exigências são menores em comparação com as principais ligas europeias, impressiona a velocidade com a qual Talisca se adaptou ao futebol praticado na Europa, que é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos jogadores brasileiros.

Superada a barreira da adaptação ao estilo do futebol europeu, não restam dúvidas de que Anderson Talisca tem tudo para crescer ainda mais no Benfica, o que, certamente, lhe renderá uma transferência para alguma equipe de ponta que disputa uma das principais ligas da Europa, bem como uma convocação para a seleção brasileira principal, tão carente de jogadores versáteis no meio campo.



Suposto entendido, analista e comentarista. Porém, simplesmente apaixonado pelo esporte mais popular e fascinante do planeta: o futebol!