As pequenas equipes marcantes na Fórmula 1: Conheça a Minardi

A partir de hoje, o Torcedores.com cria uma série sobre as equipes pequenas, mas que fizeram história – seja por terem bons resultados, ou por puro carisma dos torcedores, no mundo da Formula 1, em que muitas dessas vezes vão-e-vem da categoria.

LEIA MAIS
Quiz: Você sabe tudo sobre a história de Vettel na Red Bull?

Entrevistas de Piquet são um manual contra o politicamente correto
Made in Japan: Confira 5 pilotos ‘kamikazes’ que passaram na Fórmula 1

Algumas acabam se desfazendo, outras são compradas e criadas com outro nome. Esse é o caso da Minardi.

A equipe fora criada no ano de 1985 por Giancarlo Minardi, e estreou no GP do Brasil, em Jacarepaguá, primeira etapa da temporada. Foram 345 corridas até o término da equipe, no GP da China de 2005.

A Minardi teve uma história de poucos pontos, muitas dificuldades para manter as contas em dia, e muito amor ao automobilismo. Era considerada a segunda equipe favorita dos italianos na Formula 1: Todo tifosi que se preze, teria que torcer pela Ferrari, mas ter um carinho com a Minardi.

Na história da F1, a Minardi fez em 20 temporadas, somente 38 pontos. Muitos pilotos considerados ‘medianos’ passaram pela Minardi, como Andrea De Cesaris (que faleceu recentemente em um acidente de moto, em Milão), Christian Fittipaldi, Alessandro Zanardi, Michele Alboreto, Pedro Lamy e Jos Verstappen.

Já para outros pilotos, a Minardi foi uma das portas de entrada para a categoria, e tiveram resultados respeitáveis. Jarno Trulli e Giancarlo Fisichella são exemplos de pilotos que estiveram em bons momentos da equipe.

Momentos esses que ficaram menores nos anos 90 e 2000, quando a equipe se tornara mais um time revelador, do que um time de resultados. Ninguém chegou próximo, por exemplo ao que Pierluigi Martini havia conquistado em 1990, no GP da Espanha, quando ele largou em 2º lugar. Mas trouxe boas revelações para o mundo da Formula 1.

Mark Webber e Fernando Alonso, começaram suas histórias na principal categoria do Automobilismo pela pequenina equipe italiana, que já estava prestes a sair da categoria.

O australiano inclusive, marcou história, ficando em 5º na sua corrida de estreia, no ano de 2002, em Melbourne para delírio dele, e da torcida. Confira no vídeo abaixo:

A equipe veio a fechar após o GP da China de 2005, última etapa da categoria naquele ano.

Após a prova, todo o maquinário fora vendido para a Red Bull, que transformou o nome para Toro Rosso. O mais irônico de tudo: Dois dos últimos cinco campeões mundiais tiveram seu início de carreira na equipe de Faenza (Alonso em 2001 e Vettel em 2007, já como Toro Rosso).

Muitos torcedores ainda pedem o retorno da Minardi, pois sentiam um carisma por aquela equipe, que tantas portas abriu no mundo da Formula 1. Carisma este que não existe, quando citamos Caterham e Marussia, que estão prestes a fechar as portas.

Confira um vídeo marcante com uma homenagem a uma das ‘pequenas’ mais carismáticas da história da F1, a Minardi:



Jornalista de 28 anos, com passagens em diversos sites como UOL Esporte, Trivela, Fanáticos por Futebol, Doentes por Futebol e revistas como IstoÉ 2016.