Atlético-MG decide dispensar Jô, André e Emerson Conceição

Jô

O Atlético-MG resolveu afastar três atletas de seu elenco, por indisciplina. Trata-se dos atacantes Jô e André e do lateral-esquerdo Emerson Conceição. Quem comunicou a punição foi Eduardo Maluf, diretor da equipe mineira.

LEIA MAIS
Atlético-MG perde mais uma, mas ainda fica perto do G-4

“Nós fomos jogar em Curitiba no domingo, dentro do nosso planejamento, jantaríamos no restaurante do Levir Culpi. Foi toda a delegação e comissão técnica. Saímos por volta de uma e meia e retornamos ao hotel. Os três atletas cometeram uma indisciplina grave, infringindo as normas disciplinares do clube, e, em contato com o presidente Alexandre Kalil e o Levir, definimos que esses jogadores não fazem mais parte dos planos do Atlético-MG”, disse o dirigente.

Recentemente, Jô e André tiveram problemas extra-campo após serem flagrados na noite. O camisa 7 teve um caso ainda pior, quando teve fotos suas divulgadas na quadra da escola de samba Tradição, no Rio de Janeiro, na madrugada de sábado para domingo, sendo que o clube jogaria a tarde contra o São Paulo no Independência.

Na quinta-feira daquela semana, Jô não havia voltado junto com a delegação para Minas, depois do jogo contra o Fluminense, alegando que resolveria problemas no Rio de Janeiro. Ele não treinou na sexta e nem no sábado, o que já causou polêmica dentro do clube.

Emerson Conceição já havia sendo criticado pela torcida a muito tempo e em uma entrevista, Levir Culpi já tinha reclamado que a contratação do lateral havia sido precipitada, pois o time já possuía dois laterais-esquerdos.

O caso dos três atletas foi entregue ao departamento jurídico do Galo. Maluf completou que indiciplinas no clube não aceitas e que já havia trazido Jô após uma fase ruim quando ele saiu do Internacional.

“Nós poderíamos deixar para divulgar isso na quarta-feira ou na quinta depois do jogo. Nós temos um elenco de 30 atletas. Não abrimos mão da parte disciplinar de forma alguma. Em um passado recente, trouxemos o Jô de volta por entender que ele passava por um momento familiar ruim, e nós olhamos mais o lado humano.”

A curiosidade é que Jô foi afastado após Alexandre Kalil ter se reunido com o atacante, ter “perdoado” a atitude do camisa 7 e ter punido ele em partes do salário.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.