Aránguiz comanda a primeira vitória do Internacional na Vila Belmiro

Pela primeira vez, o Internacional sentiu o doce sabor da vitória em jogos na Vila Belmiro. Com dois gols de Aránguiz, a equipe colorada superou o Santos por 2 a 1, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro e deu importante passo rumo à Copa Libertadores 2015.

LEIA MAIS
Cruzeiro x Botafogo: Veja os golaços da partida

Com o resultado, o Colorado se manteve na terceira colocação, com 56 pontos ganhos. Já o Peixe estacionou na oitava posição com 46 e ficou ainda mais distante do pelotão de elite.

O técnico santista Enderson Moreira surpreendeu a todos ao usar uma formação titular, mesmo sabendo que a prioridade é o jogo da próxima quarta-feira contra o Cruzeiro, pela semifinal da Copa do Brasil, na Vila Belmiro. O comandante colorado Abel Braga novamente não contou com o meia Alex, lesionado, e manteve Jorge Henrique entre os titulares.

O Peixe iniciou melhor a partida com boa movimentação no meio de campo e ataque. Logo aos 7, Rildo arriscou de fora da área e a bola passou por cima do gol. A resposta colorada veio no lance seguinte. Após rápido contra-ataque, o ex-santista Alan Patrick cruzou, mas Nilmar chegou atrasado e não conseguiu finalizar. O Colorado seguia assustando. D’Alessandro arriscou de fora da área e Aranha espalmou.

O jogo era lá e cá. Logo em seguida, Lucas Lima avançou pelo meio e passou para Robinho. O atacante invadiu a área e bateu cruzado para fora. O Santos continuava perdendo chances. Após cobrança de escanteio, Bruno Uvini subiu mais que os defensores colorados e cabeceou no travessão. Acabou prevalecendo aquele velho ditado: “Quem não faz, toma”. Aos 24 minutos, D’Alessandro enfiou para Aránguiz, que livre de marcação, emendou para o gol.

O Santos sentiu o golpe e passou a errar muitos passes. O goleiro Alisson não teve trabalho na sequência do primeiro tempo.

Tentando reverter o placar, o Santos voltou mais ofensivo para o segundo tempo. Por outro lado, o Inter se fechava lá atrás e pouco ameaçava o goleiro Aranha. Aos 14, Robinho teve a chance do empate, mas pegou muito mal na bola e finalizou para fora. Três minutos depois, o torcedor santista pôde comemorar. Cicinho foi à linha de fundo e cruzou para Gabriel escorar para o gol. Rildo, de frente para Alisson, perdeu chance clara para a virada. Cláudio Winck travou finalização de Jorge Eduardo aos 32 minutos e evitou o segundo gol do Peixe.

No momento em que o Santos era superior ao adversário, Mena recuou e Aranha segurou a bola com a mão. Tiro livre indireto bem marcado pela arbitragem. Na cobrança da falta, Cláudio Winck rolou para Aranguiz estufar o barbante aos 36 minutos. Nos momentos finais, a equipe alvinegra tentou o empate. Edu Dracena carimbou o travessão e Robinho mandou para fora.

Na próxima quarta-feira, o Santos volta a Vila Belmiro para receber o Cruzeiro pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil. A equipe santista precisa vencer o adversário por dois ou mais gols de diferença para a avançar à final. Livre de jogos, o Internacional folga no meio de semana e só voltará a campo no próximo domingo contra o arquirrival Grêmio, fora de casa, pela 33ª rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 2 INTERNACIONAL

Local: Vila Belmiro, Santos-SP

Data-Hora: 2/11/2014 – 17h (de Brasília)

Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)

Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)

Público/renda: 5.607 pagantes/ R$ 170.950,00

Cartões amarelos:  Cicinho e Edu Dracena (SAN); Fabrício, Jorge Henrique, Alan Patrick e Alisson (INT)

GOLS: Aránguiz, aos 24 do 1º; Gabriel aos 17 do 2º e Aránguiz aos 36 do 2º

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Bruno Uvini e Mena; Alison (Renato), Arouca e Lucas Lima; Rildo (Jorge Eduardo), Gabriel (Leandro Damião) e Robinho. Técnico: Enderson Moreira

INTER: Alisson; Cláudio Winck, Alan Costa, Ernando e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alan Patrick (Bertotto), D’Alessandro (Wellington Paulista) e Jorge Henrique; Nilmar (Ygor). Técnico: Abel Braga

Foto: Getty Images



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)