Com os problemas de sempre Vasco empata com o Paraná

Paraná e Vasco fizeram uma partida ruim no Durival de Brito, em Curitiba, pela Campeonato Brasileiro da Série B. Dentro de campo, a falta de criatividade e objetividade das duas equipes no Dia das Bruxas foi evidente e, se não fossem os erros de sempre do time carioca, o Paraná não abriria o placar com Adailton em contra-ataque. O Gigante da Colina, no entanto, teve que esperar o gol do adversário para reagir e, no último minuto, Maxi Rodríguez empatou.

LEIA MAIS:
Confira as musas da próxima Superliga feminina
Opinião: Nos bastidores Eurico Miranda já é o novo presidente do Vasco

No início da partida, o Vasco controlou a posse de bola e começou a trocar passes a fim de encontrar espaços, porém, não encontrou. Tocando bola no seu campo de defesa, o controle da partida se mostrou inútil, já que o Gigante da Colina não criou espaços e a torcida percebeu essa dificuldade.

Do lado do Paraná, o time do técnico Ricardinho aguardava o melhor momento de contra-atacar e, com boa finalização de Lúcio Flávio que explodiu na trave, quase abriu o placar no final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Vasco tentou sair para o jogo nos minutos iniciais e, após uma sequência de faltas e escanteios, tentou marcar em jogada de bola parada, contudo, não conseguiu. Exposto, o time foi surpreendido por um contra-ataque puxado por Thiago Humberto que terminou nos pés de Adailton. Com facilidade, o atacante driblou o lateral Lorran e bateu forte, para abrir o placar.

O gol obrigou Joel Santana a colocar mais força ofensiva na equipe. Thalles e Montoya entraram e o Cruzmaltino foi para o ataque, sem, no entanto, levar perigo ao gol do Paraná. Pelo excesso de faltas, o zagueiro Cleiton foi expulso e deixou o time da casa com um homem a menos em campo.

O Vasco tentava pelas jogadas aéreas superar a retranca do Paraná e, de tanto insistir, conseguiu empatar no minuto final com um gol de Maxi Rodríguez, de cabeça. Mais do que festa, o lance significou alívio para a torcida vascaína.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 1 X 1 VASCO

Local: Durival Britto, em Curitiba (PR)
Data-Hora: 31/10/2014 – 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Auxiliares: Rogério Pablo Zanardo (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Público/renda: 3.697 pagantes/ R$101.020,00
Cartões amarelos: Cleiton, Carlinhos e Lúcio Flávio (PAR); Rodrigo, Aranda, Guiñazú, Montoya e Douglas (VAS)
Cartões vermelhos: Cleiton

GOLS: Adaílton (9’/1ºT) e Maxi Rodríguez (46’/2ºT)

PARANÁ: Paraná: Marcos, Chiquinho, Cleiton, Alef e Yan; Edson Sitta (Marcos Serrato, 42’/2ºT), Ricardinho, Carlinhos (Jean, 14’2ºT) e Lúcio Flávio; Thiago Humberto (Leandro Vilela, 36’/2ºT) e Adaílton – Técnico: Ricardinho

VASCO: Vasco: Martin Silva, Carlos César (Lorran, 21’/1ºT), Luan, Rodrigo e Diego Renan; Aranda (Montoya, 32’/2ºT), Guiñazú, Pedro Ken (Thalles, 12’/2ºT) e Douglas; Maxi Rodríguez e Kléber – Técnico: Joel Santana