Atlético-MG anunciará destino de afastados depois de jogo decisivo

O Atlético-MG já sabe que fim dará à Jô, André e Emerson Conceição, afastados do elenco após cometerem um ato de indisciplina depois do embate diante do Atlético-PR, no último domingo, em Curitiba.

LEIA MAIS:
Atlético-MG decide dispensar Jô, André e Emerson Conceição
Torcida do Atlético-MG promete foguetório no hotel de flamenguistas

Apesar de não especificado pela diretoria o que eles teriam feito, os três foram imediatamente retirados dos planos do Galo para o restante da temporada, mesmo com a decisão que o clube terá contra o Flamengo, na próxima quarta-feira. Justamente por conta deste jogo, inclusive, o anúncio sobre o destino dos três só será dado na quinta-feira.

Reservas do time de Levir Culpi, os três vinham tendo chances esporádicas nos últimos jogos, apesar de não estarem com o moral em alta com a torcida, principalmente devido ao histórico de faltas em treinos de Jô, acontecidas depois da Copa do Mundo, das noitadas de André e das atuações abaixo da média de Emerson Conceição.

Jô e André foram apostas

Os atacantes Jô e André estouraram no futebol muito cedo e deixaram o Brasil rumo à Europa ainda bastante jovens. O primeiro foi revelado no Corinthians e com apenas 16 anos estreou entre os profissionais do Timão.

Já André foi o goleador da geração de Neymar e Ganso no Santos, vindo a ganhar o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil de 2010 pelo clube. Obteve tanto destaque que ganhou uma chance na seleção.

Foram negociados com o CSKA Moscou, da Rússia, e Dínamo de Kiev, da Ucrânia, respectivamente. Jô ainda teve um início promissor no continente e foi contratado, à peso de ouro na época, pelo Manchester City.

Nenhum dos dois, porém, firmou raízes no Velho Mundo, a ponto de tornarem-se indispensáveis, e voltaram ao Brasil. Acolhidos pelo Atlético-MG, tiveram inícios interessantes no clube, mas aos poucos foram perdendo espaço. André, ironicamente, virou reserva do time quando Jô foi contratado, após temporada pífia pelo Internacional, que havia o repatriado antes.

Crédito da foto: Getty Images



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...