Opinião: Falta em Valdivia? Segue o jogo! Mago ainda paga pela fama

Valdivia

Um dos melhores em campo na vitória do Palmeiras diante do Bahia, no último domingo, Valdivia foi mais uma vez protagonista de um dos lances mais polêmicos do jogo.

Em uma disputa de bola com o zagueiro Lucas Fonseca, o camisa 10 alviverde pediu falta, mas não teve o pedido atendido pelo árbitro. No lance, Valdivia tenta interceptar a saída de bola do Bahia, mas parado por uma obstrução com o braço do adversário.

LEIA MAIS:
Futebol e história: “Seremos Palmeiras e nascemos para ser campeões”

Horas mais tarde, o jogador do Palmeiras reclamou e postou o vídeo do lance no Twitter. “Segue o jogo, não foi nada… (Só que não). Falta gigante que ninguém viu. Ah, se fosse o contrário”, protestou. Em outro lance, o Mago voltaria a se desentender com o zagueiro do Bahia por tentar cavar uma falta na entrada da área. O desentendimento ainda acabou rendendo uma confusão e um cartão aarelo para Wesley, que ficará ausente por suspensão na próxima partida, contra o Atlético-MG.

Apesar do protesto na rede social, Valdivia disse na saída de campo que Leandro Pedro Vuaden é um dos poucos árbitros que permitem o diálogo dentro de campo. Questionado sobre seu novo papel como líder do time e responsável pela argumentação com a arbitragem, o camisa 10 fez questão de elogiar o juiz. “O Vuaden é um dos poucos juízes que dá para falar. Tem juiz que o jogador chega e ele manda sair de perto, sendo que falar não mata ninguém e nem atrapalha”, disse.

O próprio Valdivia já foi suspenso por lances mais brandos, mas pouca gente comentou sobre esta falta.Talvez achem que ele não mereça tal justiça. Não sei se ele só teve noção da gravidade do lance após vê-lo no vídeo ou se temeu reclamar com mais veemência com Vuaden, mas é clara sua mudança de postura. O Mago sabe bem do seu passado de simulações, reclamações e até exaltações. Mais do que ele, a arbitragem também tem tais atitudes muito frescas na memória.

Em sua oitava partida como capitão do Palmeiras, Valdivia mostrou o quanto Dorival Junior acertou em lhe confiar a braçadeira, exigindo a mudança no comportamento. Além disso, o jogador tomou consciência também da sua importância dentro de campo, seja liderando ou pela qualidade técnica.

É normal que o jogador continue reclamando fora de campo, ninguém vai mudar sua personalidade. Mas ficou bem claro que a arbitragem ainda vai levar um bom tempo para dar um voto de confiança para Valdivia. Até lá, ele seguirá se achando injustiçado em silêncio… dentro de campo.

Foto: Getty Images



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.