Relembre os Gre-Nais mais marcantes da história

Gre-Nais

No próximo domingo será disputado o Gre-Nal número 403 da história. O jogo na Arena Grêmio será válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

LEIA TAMBÉM
Relembre jogadores com passagens por Grêmio e Inter

Relembre grandes clássicos disputados entre os rivais

  • Grêmio 1 x 0 Inter – Final do Campeonato Gaúcho de 1977

O Inter havia vencido os últimos oito campeonatos gaúchos. O rival acabou quebrando a hegemonia colorada em 1977. Com gol de André Catimba, a equipe Tricolor venceu por 1 a 0 e voltou a erguer o troféu do Estadual. O curioso é que após marcar o gol, o atacante deu uma pirueta e se lesionou seriamente, ficando dois meses afastado dos gramados.

  • Inter 2 x 1 Grêmio – Semifinal da Copa União de 1989

Um dos jogos mais emocionantes da  história. Foi chamado de Gre-Nal do Século. Atuando no Beira Rio,o Inter bateu de virada o rival por 2 a 1, com dois gols do centroavante Nílson no segundo tempo e avançou à decisão da Copa União contra o Bahia, que acabou ficando com o título.

  • Grêmio 1 x 1 Inter – Quartas de final da Copa do Brasil de 1992

Duelo extremamente equilibrado. No primeiro jogo, houve empate em 1 a 1. O placar se repetiu na volta, no Beira Rio, com gols de Gérson (Inter) e Carlinhos (Grêmio). Na decisão por pênaltis, o Inter levou a melhor (3 a 0). Semanas mais tarde, a equipe gaúcha viria a faturar o seu único título da Copa do Brasil.

  • Grêmio 2 x 5 Inter – Campeonato Brasileiro de 1997

Clássico com muitos gols. Foi a maior goleada aplicada pelo Inter no Olímpico. Christian, Sandoval, Fabiano Souza (2) e Marcelo Rosa marcaram para o Colorado. Sérgio Manoel e Gilmar descontaram para os donos da casa. O clássico foi muito violento, com quatro expulsões – duas para cada lado : André Santos e Otacílio (Grêmio);  Régis e Fernando (Inter).

  • Inter 0 x 1 Grêmio – Campeonato Brasileiro de 2003

O atacante Christian, ídolo do Inter no final da década de 90, aprontou contra o ex-time e fez o único gol do clássico, no Beira Rio. A vitória foi muito importante para o Grêmio, que corria sérios riscos de rebaixamento à série B do Campeonato Brasileiro. A equipe acabou se safando da queda por apenas um ponto.

  • Inter 2 x 0 Grêmio – Campeonato Brasileiro de 2004

O atacante Fernandão fez o milésimo gol da história do Gre-Nal. O zagueiro Vinícius completou a vitória colorada, no Beira Rio. Naquele ano, o Grêmio foi rebaixado à série B do Nacional. Já o Inter fechou a campanha como 8º colocado e garantiu vaga na Copa Sul-Americana do ano seguinte.

  • Grêmio 2 x 1 Inter – Campeonato Brasileiro de 2009

No aniversário de 100 anos do Gre-Nal, o Grêmio levou a melhor, no Olímpico. Começou atrás no placar, com golaço de Nilmar, mas virou com gols do volante Souza e do atacante argentino Maxi Lopez, e quebrou um tabu de sete jogos sem vencer o rival.

  • Grêmio 0 x 0 Inter – Campeonato Brasileiro de 2012

O gremista que foi ao Olímpico jamais se esquecerá do dia 2 de dezembro de 2012. Foi o último jogo do time no lendário estádio. O clássico teve pouca técnica e muita confusão, com três expulsões. O gremista Saimon e os colorados Muriel e Leandro Damião foram mais cedo para o chuveiro. O resultado acabou não sendo bom para o Tricolor, que perdeu a vice-liderança para o Atlético-MG. O Colorado terminou o campeonato na modesta 10ª colocação.

  • Grêmio 1 x 1 Inter – Campeonato Brasileiro de 2013

O primeiro Gre-Nal da história na moderna Arena Grêmio não teve vencedor.  Barcos colocou os anfitriões em vantagem no placar, porém, pouco tempo depois, Leandro Damião deixou tudo igual.

  • Inter 2 x 0 Grêmio – Campeonato Brasileiro de 2014

O primeiro Gre-Nal do remodelado Beira Rio teve o Internacional como vencedor. Aránguiz e Cláudio Winck foram os autores dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, que contou com a estreia do treinador Luiz Felipe Scolari.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)