Rosberg faz a pole do GP do Brasil; Massa vai bem e larga em 3º

GP do Brasil

O alemão Nico Rosberg fez a pole position no treino classificatório para o GP do Brasil, neste sábado (8), no circuito de Interlagos. O piloto da Mercedes fez o tempo de 1min10s023, o menor tempo da história do circuito para um pole position, quebrando um recorde que pertencia a Rubens Barrichello. Com um show de rendimento, a Williams conseguiu se aproximar das Mercedes. Felipe Massa larga em terceiro, enquanto Valtteri Bottas sai na quarta posição.

O líder do campeonato, Lewis Hamilton, fez o segundo melhor tempo, com 1min10s056, bastante próximo ao companheiro. Para Hamilton, que tem 24 pontos de vantagem sobre Rosberg, o segundo lugar no GP do Brasil já seria um passo importantíssimo para a conquista do título. Massa virou 1min10s247, enquanto Bottas fechou com 1min10s305. Todos eles foram melhores do que o recorde anterior de Barrichello, de 1min10s646.

LEIA MAIS
Viagem no tempo: relembre como era o antigo circuito de Interlagos
Faça o teste: Com qual equipe da F1 você se identifica mais?

O inglês Jenson Button também surpreendeu neste sábado e colocou sua McLaren em quinto lugar, à frente de equipes superiores no campeonato, como Ferrari e Red Bull. Kevin Magnussen, o outro piloto da McLaren, ficou em sétimo.

O alemão Sebastian Vettel, que faz seu penúltimo GP pela equipe austríaca, ficou com a sexta posição no grid. Seu companheiro Daniel Ricciardo, terceiro colocado no campeonato, desta vez decepcionou e foi apenas o nono.

As Ferraris também não tiveram vida fácil. Fernando Alonso ficou com oitavo melhor tempo, enquanto o finlandês Kimi Raikkonen foi apenas o décimo.

A Williams mostrou força durante todo o treino. No Q2, Massa e Bottas conseguiram superar Lewis Hamilton e ficaram com segundo e terceiro lugares, respectivamente. O brasileiro ficou apenas 0s040 atrás do líder Rosberg, agitando a torcida em Interlagos.

A segunda parte da sessão eliminou Estéban Gutierrez e Adrian Sutil, da Sauber, Nico Hulkenberg, da Force India, e Daniil Kvyat, da Toro Rosso. Williams e Mercedes eram as únicas equipes que tinham seus pilotos virando na casa de 1min10s no treino.

No Q1, as duas Lotus, com Pastor Maldonado e Romain Grosjean, além da Force India de Sérgio Perez e a Toro Rosso de Jean-Eric Vergne, acabaram eliminadas. Essa parte da sessão mostrou de forma clara a inferioridade do rendimento desses quatro pilotos neste fim de semana, já que eles foram os únicos a fechar voltas na casa dos 1min12s.

Nesse primeiro momento do treino, Felipe Massa fechou em terceiro lugar, com 0s255 de desvantagem para o líder Nico Rosberg, da Mercedes. A Williams também conseguiu colocar Bottas em quarto, também virando na casa dos 1min10s.

O GP do Brasil neste domingo começa às 14h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Globo. O campeonato não poderá ser definido em Interlagos porque, mesmo com uma vitória de Hamilton aliada a um abandono de Rosberg, a vantagem máxima que o inglês consegue abrir no Mundial é de 49 pontos.

A última etapa do ano, nos Emirados Árabes, terá pontuação dobrada, conferindo ao vencedor 50 pontos. Ou seja, Rosberg ainda poderia contar com um cenário de vitória e sem pontuação de Hamilton para ser campeão.

Foto: Getty Images



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.