Saiba quem foi o primeiro jogador brasileiro a se transferir para a Europa

Atualmente, grandes jogadores do futebol brasileiro saem ainda nas categorias de base rumo ao futebol europeu onde sonham em fazer grandes carreiras, mas que nem sempre é acessível para a maioria. No entanto, como tudo na história, isso tem um começo. Zico, Falcão e Sócrates são alguns dos nomes que saíram do Brasil, atravessaram o Oceano Atlântico e desfilaram seu talento pelo Velho Mundo, mas quem foi o pioneiro neste trajeto?

LEIA MAIS:
Veja a importância do Corinthians para a história do futebol
Futebol e história: “Seremos Palmeiras e nascemos para ser campeões”

Na década de 1920, o futebol brasileiro já se encontrava consolidado nas principais capitais do país, mas ainda era jogado de forma amadora, isto é, as relações profissionais e a remuneração dos jogadores eram proibidas, embora ocorressem por debaixo dos panos em muitas localidades.

Naquele período, São Paulo se apresentava como o principal centro futebolístico do país, ao lado do Rio de Janeiro, e como um grande polo de migração italiana, a capital paulista apresentava no esporte bretão bastante influência da colônia do País da Bota, como se vê pelos clubes fundados nesta época.

Assim, não é surpresa quando sabemos que o primeiro país a receber um jogador brasileiro foi a Itália e que ele saiu do futebol paulista. Em 1925, o Bologna recebeu o lateral Paulo Innocenti, gaúcho nascido em 11 de março de 1902 e que faleceu em Nápoles, em 13 de julho de 1983. Innocenti atuou no Brasil pelo Club Athletico Paulistano.

Foto: Getty Images