Brasileiro vinga Medina, dá show e vence primeira etapa da elite do surfe

O último dia da etapa de Gold Coast ocorreu nesta sexta, na Austrália, na praia de Snapper Rocks, e consagrou o brasileiro Filipe Toledo como campeão.

Alex Tavares
Jornalista em formação no Mackenzie, estagiário do Torcedores.com e fotógrafo. Fanático por basquete, tênis, surf, futebol e futebol americano.

Crédito: Divulgação/facebook

LEIA MAIS: 
Gabriel Medina afasta polêmicas sobre derrota e publica foto ao lado de Glen Hall; Confira

As quartas de finais, que abriram o dia decisivo de competições na Austrália, contavam com quatro surfistas brasileiros e quatro surfistas australianos. Miguel Pupo enfrentou Wigolly Dantas e avançou para a semi. Mineirinho superou o poderoso Mick Fanning e Filipe Toledo passou por Durbdige.

Nas semis, o local de Camburi, Miguel Pupo, acabou derrotado pelo inspirado Julian Wilson, que derrotou Gabriel Medina na final do Pipe Masters de 2015. Na outra semi, que envolvia dois brazucas, Adriano de Souza e Filipe Toledo, melhor para Filipe, que chegou na sua primeira final na Austrália.

Na final, Filipe começou com uma ótima onda, recebendo de cara um 8. Sua segunda onda, que entrou pra somatória foi mediana e ganhou apenas 6. Em resposta, o australiano Julian pegou uma onda muito boa, deu boas rasgadas e finalizou com um aéreo, manobra característica de Filipe, para receber um 9,10 e colocar fogo na bateria.

Filipe não perdeu tempo e seguindo os passos de Wilson, pegou uma onda melhor ainda e ganhou 9,60 dos juízes, alcançando 17,70 contra 12,80 do local.

Julian, com a prioridade, ficou esperando as melhores ondas, mas elas acabaram nos pés no brasileiro, que, não contente com a somatória obtida, tirou mais uma nota na casa dos 9 (9,17) e finalizou o campeonato com a nota máxima quase unânime, após 4 dos 5 jurados darem 10.

O resultado alcançado pelo brasileiro já era esperado, pelo grande trabalho que vem desenvolvendo ao lado do seu técnico-pai, Ricardo Toledo, que já foi bicampeão brasileiro. Filipe mora atualmente em Trestles, na Califórnia, com auxilio de seu patrocinador, para desenvolver melhor seu surf.

No ano passado, Filipe ganhou a etapa Prime do WQS em Maresias, Brasil, mostrando que já havia evoluído. Com a conquista ontem, o brasileiro mostra que vem pra brigar pelo título neste ano, e que está preparado para ondas como a da austrália.

Na classificação, os brasileiros estão dominando o ranking e são fortes candidatos a levarem a taça de campeão mundial novamente: Toledo aparece em primeiro, Mineirinho em terceiro, Miguel Pupo em quarto, Wigolly em quinto e Ítalo Ferreira em nono.

A próxima etapa também será na Austrália, em Bells Beach, do dia 1 ao 12 de abril.

Crédito da imagem: Divulgação/Facebook