Torcedores – Notícias Esportivas

Em despedida de Fofão, Rexona-Ades e Molico/Nestlé decidem Superliga neste domingo

As duas principais equipes femininas do vôlei brasileiro voltam após dois anos a fazer a decisão da Superliga. Rexona-Ades/Rio de Janeiro e Molico/Nestlé Osasco fazem neste domingo (26) a final da temporada 2014/2015 do principal torneio da modalidade do País, em jogo que será disputado na Arena da Barra, uma das instalações que serão utilizadas nos Jogos Olímpicos de 2016.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

LEIA MAIS:
Enquete: quem são as melhores jogadoras da Superliga Feminina 2014/2015?

A partida marcará o encerramento da carreira de uma das mais vitoriosas jogadoras do vôlei nacional: a levantadora Fofão tentará em sua última partida como profissional conseguir seu tricampeonato na Superliga, mais uma vez pela equipe carioca, comandada pelo técnico multicampeão Bernardo Rezende, o Bernardinho, que nega estar triste pela aposentadoria da atleta.

“Não há tristeza porque ela está feliz, serena. E o time também. Ela sofre mais fisicamente para jogar e treinar. Tem 45 anos. Mas não há angústia. Fofão está sempre sorrindo, vai terminar a carreira e vamos recordar tudo o que nos trouxe. Fiz até um apelo para o pessoal do Osasco tentar facilitar as coisas (risos)”, disse o treinador ao site Globo Esporte.

Esta será a décima vez que Rexona-Ades e Molico/Nestlé se enfrentarão em uma decisão de Superliga, com vantagem para a equipe carioca, que possui seis títulos conquistados em cima do rival paulista, vencedor de três taças. Para a equipe comandada por Bernardinho, esta será a 11ª final consecutiva, um recorde em competições nacionais.

“Essa é uma final muito esperada. A mídia costuma apontar esses dois times como favoritos e a responsabilidade é grande. É um prazer estar nessa final, cada decisão tem sua história e espero que possamos fazer um grande jogo nesse domingo”, diz Luizomar de Moura, treinador da equipe de Osasco.

As duas equipes fizeram na última sexta-feira (24) um treinamento na Arena da Barra, palco que vem sediando partidas de basquete e que receberá pela primeira vez um jogo de vôlei. Luizomar diz que a atividade foi importante para as equipes pegarem referências do novo ginásio.

“É muito bom disputar essa final na Arena da Barra, um lugar que faz parte do Parque Olímpico. A oportunidade de ver o andamento das obras motiva ainda mais a nossa equipe. Algumas meninas nesse grupo vão disputar os Jogos Olímpicos e esse primeiro contato é muito importante. O treino de hoje foi importante para nos adaptarmos a dimensão e a iluminação do ginásio”, finaliza o comandante osasquense.

Bernardinho destaca que sua equipe precisará ter atenção redobrada com o saque e o passe, essenciais para tirar a bola da mão de Dani Lins, levantadora da equipe do Molico/Nestlé e atual titular da Seleção Brasileira.

“As duas equipes buscam consistência e regularidade. Acho que isso é o mais importante. Contra o Molico/Nestlé, o saque e o passe são pontos fundamentais. Se não passarmos bem contra o bloqueio da altura e competência do time delas, vai ser muito complicado ter êxito. E o saque precisa entrar bem para que possamos tirar um pouco a bola da mão da Dani Lins”, comenta o treinador do Rexona-Ades.

Quem não puder ir até a Arena da Barra poderá acompanhar o jogo pela televisão. A TV Globo, RedeTV! e Sportv transmitem o jogo ao vivo, a partir das 10h.

Foto: divulgação/CBV