Após torção, Guerrero tranquiliza Peru (e Fla) e deve estar recuperado em 10 dias

No mesmo dia que a torcida do Flamengo pôde, enfim, comemorar a primeira vitória do clube no Campeonato Brasileiro, houve ainda motivos para se preocupar. No último sábado, Paolo Guerrero, recém-contratado do Urubu, sofreu uma entorse no tornozelo direito em jogo-treino preparatório da seleção peruana para a Copa América e deixou o gramado de muletas.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Reprodução/Twitter

LEIA MAIS:
Fla busca confirmar Sheik, Alan Patrick e Ayrton de olho na próxima rodada do Brasileiro
Herói, Gabriel diz que vitória devolve a confiança ao Flamengo
Flamengo desencanta, bate Chapecoense e deixa Z-4 do Brasileiro

Felizmente a lesão do centroavante rubro-negro não é grave e, segundo o médico da delegação do Peru, a recuperação do atleta acontecerá em 10 dias. “A reabilitação de Paolo Guerrero durará cerca de dez dias, pois a evolução do tratamento depende de cada jogador. Foi uma entorse no tornozelo direito, não grave”, afirmou Julio Segura em entrevista à imprensa peruana.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O próprio Guerrero tratou de tranquilizar a torcida peruana e também brasileira ao sair da clínica onde se submeteu aos exames mais detalhados. “Estou bem. Mensagem para a torcida? Nada. Estou bem”, assegurou o atacante.

Ainda assim, Guerrero passará por um trabalho intensivo de tratamento de maneira que tenha condições de entrar em campo na estreia do Peru na Copa América, no próximo dia 14, exatamente contra o Brasil em Temuco. Na quarta-feira passada, o atacante de 31 anos atuou normalmente no empate por 1 a 1 contra o México.

O técnico Ricardo Gareca, ex-Palmeiras, tem Daniel Chávez e Irven Ávilla para o setor ofensivo caso Guerrero não apresente evolução e acabe cortado da Copa América. A apresentação do peruano pelo Flamengo será realizada só depois do torneio sul-americano.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Reprodução/Twitter