Obama pede transparência e integridade à Fifa

Barack Obama, presidente do Estados Unidos, que se tornou o principal “fiscal da Fifa”, falou nesta segunda-feira (8) sobre os escândalos que estão envolvidos a alta cúpula do futebol mundial.

Kelisson Rodrigues
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo, apaixonado por futebol e esportes americanos. Já trabalhei nos sites ativo.com e o2porminuto.

Foto: WASHINTON, DC - OCTOBER 2: U.S. President Barack Obama addresses the Congressional Hispanic Caucus Institute Awards Gala at the Washington Convention Center October 2, 2014 in Washington, DC. More than 2 million illegal immigrants have been deported during the Obama administration, a rate higher than under any previous president and intensifiying anger among some Hispanics. So to discourage children in Central America from making the dangerous trek across Mexico by themselves, Obama approved a plan this week to allow several thousand of these children to apply for refugee status so as to join relatives already living in the United States. (Photo by Michael Reynolds-Pool/Getty Images)

O mandatário norte-americano pediu por meio da imprensa que a “Fifa opere com integridade para assegurar que o esporte, que ganha cada vez mais popularidade no Estados Unidos, possa seguir em frente”.

Obama, que está na Alemanha para a reunião dos líderes do G7, ainda completou dizendo que “o futebol é um jogo, mas também um grande negócio, e a transparência e prestação de contas é importante”.

Foto: Getty Images