Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Inter: camisa amarela de 2014 fica aquém do sucesso da dourada do Centenário

Por conta da Copa do Mundo disputada no Brasil, o terceiro uniforme do Inter em 2014 foi predominantemente amarelo, em homenagem à seleção brasileira. Vestimenta, contudo, não caiu no gosto dos colorados, que lembravam saudosistas do manto dourado lançado em 2009, em virtude do Centenário do clube.

Rogério Lagos
Colaborador do Torcedores.com e palmeirense.

Crédito: Divulgacao Nike

LEIA MAIS
Análise: Inter e Ituano farão duelo equilibrado na Copa do Brasil
D’Alessandro é homenageado pelos 7 anos de Inter

Os terceiros uniformes de clubes brasileiros costumam mudar radicalmente as cores tradicionais das instituições. No caso do Inter, a mundialmente famosa camisa colorada deu lugar a um amarelo vivo em 2014, em homenagem à seleção brasileira que disputaria a Copa do Mundo no Brasil. O que nasceu como uma ideia bacana acabou morrendo rapidamente por conta da baixa adesão dos torcedores e, posteriormente, pelo fracasso do time canarinho na competição.

A ideia da camisa amarela partiu da fornecedora de material esportivo do Inter, a Nike. A empresa norte-americana, que também é patrocinadora da seleção, resolveu “amarelar” o terceiro uniforme de todos os clubes dos quais fornecia uniformes naquele ano. Além do Inter, Corinthians, Coritiba, Bahia e Santos.

E justamente por não ser algo exclusivo ao Inter, a terceira camisa comemorativa já começou com menos pontos junto ao torcedor colorado. A ideia de “estar na moda” ao lado de outros clubes não empolgou o torcedor que, sempre exigente, prefere algo exclusivo e fincado em raízes históricas do próprio clube do coração.

Em 2009, ano do centenário do Inter, a diretoria do clube, junto com a Reebok, fornecedora de material esportivo da época, lançaram o terceiro uniforme dourado, que remetia às glórias dos 100 anos de clube, junto com os detalhes no tradicional vermelho que representavam toda a raça e garra colorada. Por se tratar de algo exclusivo, a torcida abraçou a ideia e a camisa dourada se tornou o terceiro uniforme mais vendido da história do Inter.

A camisa amarela, por sua vez, foi tão mal recebida que, em seu jogo de estreia do novo uniforme contra o Juventude, no Gauchão, a vestimenta foi ironizada por torcedores rivais e até mesmo criticada por alguns colorados, que comparavam a combinação amarelo e vermelho com as cores de uma famosa rede de fast-food, cujo personagem-símbolo da lanchonete veste as mesmas cores.

Os terceiros uniformes sempre vão existir, mas o sucesso de uma camisa alternativa deve preferencialmente estar ligada à história do clube de alguma maneira. Produzir simplesmente pensando em retorno financeiro ou por uma moda da época não é o caminho. A camisa amarela de 2014 do Inter, comparada à edição especial dourada de 2009, do centenário do clube, são bons exemplos para o mercado de como trabalhar a paixão sem cair no erro do modismo.

Veja abaixo galeria de fotos com as camisas amarela e dourada!

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Foto: Divulgação Nike