Autor de “Zorra” se defende sobre suposta homofobia com São Paulo

Crédito: Reprodução / Rede Globo

Rafael Zocco
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Reprodução / Rede Globo

A notícia dada aqui no TORCEDORES.COM envolvendo o programa humorístico Zorra, da Rede Globo, e o São Paulo, repercutiu nas redes sociais e nos principais veículos de imprensa do país.

Após a polêmica, o ator e criador do novo formato do programa global, Marcius Melhem, concedeu entrevista ao blog do jornalista Maurício Stycer e disse que não viu como preconceituosa a forma abordada, mas algo provocativo e queria ver qual seria a reação dos torcedores são paulinos.

“O militar gay que morreu foi colocado como um herói. Ser gay não era uma questão para o Exército. Esse dado positivo passa quase despercebido. Mas sabíamos que as pessoas iam focar na bandeira do São Paulo. E nossa intenção era tirar o preconceito do armário”.

Melhem ainda disse que viu os comentários de vários torcedores pedindo a posição do clube sobre o caso e ele realmente espera alguma atitude. “Eu gostaria realmente de saber se o São Paulo Futebol Clube se ofende em ter homossexuais torcendo pro seu time. Levantar questões é a nossa missão. E sábado fizemos de novo. Só de estar sendo discutido já valeu. Eu faço parte de um programa que claramente é anti-homofobia. Por isso quisemos provocar mais essa questão”.

A esquete “Soldado”, que foi ao ar no programa deste sábado, pode ser vista clicando aqui.