Depois do “caso Fred”, Conmebol aumentará rigidez no antidoping

Além da preocupação da Conmebol em chegar a um veredito sobre a realização ou não da Copa América do Centenário, prevista para 2016, agora a questão de controle antidoping é algo que entrará em pauta na confederação que comanda o futebol na América do Sul.

Futebol Latino
Notícias, jogos, classificação e muito mais sobre tudo o que envolve o futebol latino-americano.

Crédito: Crédito da foto: Getty Images

LEIA MAIS

Lesionado, Suazo desfalca o Colo Colo por três semanas
Arbitragem desastrosa revolta Emelec, que recorrerá ao Tribunal de Apelação

De acordo com o que declarou o presidente da Comissão Médica da da Conmebol, Osvaldo Pangrazio, a agência de notícias EFE, a partir do início da disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo na Rússia os exames se tornarão mais rotineiros e rigorosos:

“Haverá um rigoroso controle antidoping. Se aplicarão amostras de sangue e urina aos escolhidos das partidas e em todos os casos será sempre primeiro o sangue e depois a urina.”, tentando descartar assim qualquer possibilidade de eliminação de substâncias ilícitas no tempo entre a ida ao vestiário e a realização do exame.

Entretanto, Osvaldo descartou nesse momento realizar os chamados “exames surpresa” (como acontece por exemplo no MMA) ou mesmo com uma rotina diferente da habitual pós-jogo que já existe:

“Em nada queremos nos expôr em um controle de rotina salvo haja alguma novidade. Todos se cuidam e isso é muito bom em todos os sentidos.”

O presidente da Comissão Médica também deu maiores detalhes de como será o armazenamento e monitoramento dos atletas que jogam torneios organizados pela entidade:

“Estamos recolhendo todos os dados de jogadores que atuam em clubes ou seleções que participam dos torneios da Conmebol. Todos os antecedentes médicos dos jogadores -ou ficha, como é conhecida – estão em um banco de dados que a organização possui.”

Vale lembrar que, pouco tempo após o término da Copa América, o meia da seleção brasileira Fred foi flagrado em um antidoping pela presença de um diurético (hidroclorotiazida) em seu sangue. O julgamento para se conhecer a punição ou absolvição de Fred está previsto para acontecer nesse mês de setembro.

Crédito da foto: Getty Images

Veja essa e outras notícias em: www.futebolatino.com.br