O Inter deve mais que R$ 8 milhões a D’Alessandro

Não se atenha aos R$ 8 milhões que o Inter pode estar devendo a Andrés D’Alessandro.

Adriano Schneider
Futebol e corneta sem esculhambar paixões.

O Inter deve bem mais que isso ao jogador.

LEIA MAIS:
Saiba onde assistir Inter x Palmeiras
PF prende ex-jogador da dupla Gre-Nal em operação

O Inter deve uma soma de respeito gigante ao argentino. Após a divulgação por parte do presidente Vitório Píffero de que o atleta recebe em dólar sem citar outros contratos ou ao menos dizer que isso é normal com jogadores estrangeiros em diversos clubes do país, qualquer quantia em débito com o jogador se torna mínima perto das especulações criadas em torno do seu nome.

Quanto custa respeitar a instituição em não vazar problemas? Qual o tamanho da grandeza de quem preserva o torcedor da reclamação de salários e premiações atrasadas?

Não existe cálculo que possa ser feito pelo número de vezes que Andrés jogou dolorido. Não é incomum no meio do futebol profissional. Muitos jogam. A diferença está no famoso migué, na dita vontade de não ter justamente vontade.

Nesses 7 anos de clube, D’Alessandro jamais foi fotografado em baladas noturnas, não teve o nome envolvido em confusões fora de campo, nunca teve atritos registrados com torcedores rivais ou outros cidadãos onde mora. É respeitado por grande parte da torcida colorada e também por torcedores de outros clubes que pedem autógrafos e tiram fotos com o jogador, essas amplamente divulgadas em redes sociais.

Se for verdade que o clube deve qualquer quantia pro jogador é dever do torcedor inclusive agradecer pelo profissionalismo do atleta em jamais ter vindo a público pra falar qualquer coisa sobre isso. Algum de nós deixaria em segredo caso nosso empregador atrasasse três meses ou mais de salário sem se pronunciar? Imagina se fossem realmente R$ 8 milhões? Você se calaria ou dançaria chula descalço gritando no meio da Padre Cacique pra cobrar seus vencimentos?

Prêmios atrasados, salários atrasados? Talvez.

A única certeza é que o Inter deve uma soma gigante a D’Alessandro. Uma quantia inestimável de gratidão e respeito pela história construída até aqui.

Ainda que respaldado pelo departamento médico que confirmou ontem uma hérnia de disco no jogador, alguns insistem em falar sobre um possível descontentamento do argentino com o clube. A notícia é: lesão. A especulação é: dívida. O torcedor é soberano sobre em quem deve acreditar.

Criamos aos poucos uma cultura de duvidar das pessoas mesmo frente aos fatos. E o fato é que mais uma vez uma entrada desleal na última partida do argentino prejudicou ainda mais seu rendimento nessa temporada.

E a dívida?

R$ 8 milhões seriam fichinha perto do número de bobagens e intrigas criadas, lamúrias e contestações acerca de temas que passam longe do futebol jogado pelo gringo.

Caráter não se negocia. Caráter não vale dinheiro ou clique. O torcedor de verdade não se engana.

Imagem: Sport Club Internacional / Divulgação