Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Sete atletas negros que honraram a camisa da Seleção Francesa

Em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, o Torcedores.com lista neste 20 de Novembro 6 atletas negros que honraram a camisa da Seleção da França.

Caio Cesar
Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.

Apesar de não estar numa fase muito boa, a seleção da França teve excelente tempos anos atrás e por conta da colonização africana, os jogadores são mais negros e muitos fizeram história na seleção, começando por Thiery Henry.

O Dia Nacional da Consciência Negra foi criado em 2003 e é considerado feriado em cerca de mil cidades em todo o país e a data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de “Zumbi dos Palmares”, o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior dos quilombos do período colonial.

Thierry Henry – Um dos maiores jogadores do Arsenal e também da seleção francesa, Henry foi o artilheiro da Seleção na Copa do Mundo de 2006 e foi quem colocou a França dentro da Copa do Mundo de 20140, com a mão amiga contra a Irlanda.

Patrick Vieira – Com descendência senegalesa, Vieira não marcou muitos gols, mas foi importante ao liderar o meio-campo francês, que chegou a final da Copa do Mundo na Alemanha, naquela competição, ele deixou dois gols e ainda deu passe para 3.

Lilliam Thuram – Zagueiro guerreiro, Thuram fez história por onde passou, ficando muito conhecido pela excelente Copa do Mundo feita em 1998, com o título francês, naquela competição, marcou exatamente dois gols.

Sylvain Wiltord – Ponta de lança, Wiltord foi muito bem na Eurocopa de 2000, apesar de não ter aparecido como destaque da competição, foi muito bem ao lado de Henry, formando a dupla novamente na Copa do Mundo de 1998.

Marcel Desailly – Terceiro jogador com mais partidas pela seleção da França, o zagueiro foi um dos maiores zagueiros na Europa, conquistando em 1996, o espaço entre os melhores jogadores do campeonato, apesar de ter terminado na semifinais.

Jean Tigana – Meio campo baixo e bom de drible, Tigana foi muito bem com a França na década de 80, com duas excelentes Copas do Mundo, quarto lugar em 82 e terceiro lugar na seguinte, em 86.

Foto: Reprodução/Facebook