Retrospectiva Santos: 2015, o ano da explosão de Lucas Lima

Se, mesmo não tendo conquistado a vaga para a Libertadores da América, o ano de 2015 terminou acima das expectativas para o Santos, há um jogador que conseguiu se destacar ainda mais no alvinegro da Baixada com uma temporada excepcional. Estamos falando de Lucas Lima.

LEIA MAIS:
Presidente do Santos fala sobre a permanência de Lucas Lima

Com mais de 100 jogos pelo Peixe, o meia teve de trabalhar para conquistar seu espaço no time titular. Integrado ao clube no início de 2014, Lucas foi estrear somente na 11ª rodada do Campeonato Paulista, na Vila Belmiro contra o Bragantino – em jogo que já deu assistência (a Leandro Damião).

Desde então, continuou sendo apenas um jogador de elenco, aproveitando algumas oportunidades e conquistou a titularidade apenas no decorrer do Brasileirão, preenchendo a saída de Cícero e terminando 2014 com boas apresentações. 2015, então, foi o ano da consagração do meia. Com seus dribles, arrancadas e assistências, levou o Santos a mais um título estadual, à final da Copa do Brasil e à luta pela vaga no G4 do Campeonato Brasileiro até as últimas rodadas, tornando-se rapidamente ídolo da torcida alvinegra.

Durante todo o ano, Lucas também mostrou que tem poder de marcação, sendo combativo sem a bola e apresentando um alto número de desarmes. Com muita movimentação, também soube cair pelos lados do campo, onde criou grandes jogadas com os laterais (Victor Ferraz, Daniel Guedes, Zeca e Chiquinho) e os pontas santistas (Robinho, Gabriel, Geuvanio e Marquinhos Gabriel).

Em 2015, também foi o parceiro ideal do atacante Ricardo Oliveira, fazendo com que ambos fossem convocados para a Seleção Brasileira. Com a amarelinha, o meia estreou nos amistosos de setembro contra Costa Rica e Estados Unidos e também jogou as quatro partidas das Eliminatórias até agora, marcando um gol (o do empate contra a Argentina em Buenos Aires).

Aos 25 anos, Lucas é um dos principais jogadores atuando no Brasil, tornando-se cobiçado por grandes times da Europa, despertou interesse do rival Palmeiras e até mesmo do mercado chinês. Tudo isso, somado ao momento financeiro vivido pelo Santos, fará com que ele dificilmente complete mais um ano na equipe paulista – provavelmente será negociado até a janela do meio de 2016.

A trajetória

Natural de Marília (SP), Lucas Rafael Araújo Lima perambulou por clubes do interior paulista antes de se firmar como profissional. Em 2008, o meia defendeu o Rio Preto, mas acabou sendo dispensado. No ano seguinte, jogou a Copinha pelo rival América, onde também não foi aproveitado no time principal.

Foi então que chamou a atenção da Inter de Limeira, clube que defendeu até o final de 2011, quando foi chamado para integrar o elenco do Internacional B, a pedido de seu atual técnico no Santos, Dorival Júnior, que, na época, treinava o Colorado. No segundo semestre de 2012, no entanto, já estreava pelos profissionais do Inter – e justamente contra o Santos.

Sem tantas chances consecutivas no clube gáucho, o meia acabou sendo emprestado em 2013 ao Sport, onde foi um dos líderes da equipe no retorno à Série A e na Copa Sul-Americana. Com o final do empréstimo e o Inter precisando fazer caixa, o meia foi negociado com o Santos, juntamente com Leandro Damião. Pouco a pouco, foi conquistando seu espaço e hoje é um dos melhores atletas em atividade no Brasil.

Foto: Divulgação/Facebook Santos FC



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias e pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994.