Barcelona x River Plate: o jogo que nenhum fã de futebol deveria perder

Crédito da foto: Reprodução/Twitter oficial do Barcelona

Será neste domingo, dia 20, a partir das 8h30 (horário de Brasília), o duelo de futebol tão aguardado entre a Europa e a América do Sul no ano de 2015. E será um confronto histórico, de um vencedor de 5 Champions League contra um tricampeão da Libertadores, ambos entre os mais tradicionais em seus respectivos continentes.

LEIA MAIS:
Galvão Bueno vai narrar final do Mundial de Clubes; relembre narrações marcantes

Do lado do Barça, resta saber se Neymar e Messi estarão aptos a entrar em campo. Treinaram nesta tarde de sábado, porém ainda não há pistas, sendo que a aposta mais provável é que o brasileiro participe do jogo, mas o argentino, não. Cálculo renal é um tanto complicado de resolver em termos de convalescência, e esta pode ser uma das graças do time portenho.

Obviamente, a julgar pela equipe que os catalães têm, não se pode dizer que, na ausência do M e do N, o time culé não tenha força para vencer o River. Afinal, ele ainda tem Suárez, Iniesta, Mascherano, Busquets, Daniel Alves, Piqué e Bravo no gol, além de vários outros jovens talentos que começam a se destacar, como Sergi Roberto e Samper. Além, é claro, de uma qualidade técnica que talvez nenhuma outra equipe do mundo seja capaz de apresentar atualmente.

Do outro lado, há um coração e uma garra latinoamericana, e existe a boa e velha faca nos dentes argentina. Mas não se trata apenas disso: Ponzio, Pisculichi e Kranevitter são os maestros das armações da equipe rubrobranca, que contam com Carlos Sánchez, Rodrigo Mora e o oportunista Alario no ataque – foi dele, aliás, o gol contra o time do Sanfrecce na semifinal.

Não bastassem esses, ainda há talentos como Lucho González, que entrou no segundo tempo da semifinal e fez toda a diferença na quebra da defesa japonesa. Sem esquecer do setor defensivo bastante organizado taticamente, com Balanta, Maidana e Mercado. Ah, e claro: Barovero, goleiro mágico e capitão motivador do time.

Com esse plantel, fica difícil afirmar que, mesmo com o trio MSN azeitado neste domingo, as chances do River são tão pequenas como pensam alguns. Será um jogo de muito xadrez entre Luis Enrique e Marcelo Gallardo, que já mostrou talento para a estratégia.

Com uma motivação complementar para ambas equipes: se o Barça vencer, leva sua terceira taça no modelo atual da Fifa, e passa a ser considerado o único tricampeão mundial da história dentro desse parâmetro da entidade. E se o River Plate vencer, leva o seu segundo título intercontinental, mas passa a ser considerado o único time argentino a vencer a disputa dentro desse mesmo parâmetro.

Talvez seja um bom momento para as despedidas de “Pato Sánchez” e Kranevitter, respectivamente de saída para o Monterrey mexicano e para o Atlético de Madrid. Ou talvez seja um belo gran finale para Messi e Neymar, que disputarão muito em breve o título de melhor jogador do planeta.

Vai uma última dica: se eu fosse você, mesmo que não torça por nenhum dos dois clubes, não perderia este jogo por nada.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter oficial do Barcelona



Redator, professor e compositor. Tive a honra de começar minha jornada no Departamento de Telejornalismo da Bandeirantes, junto a Mauro Beting. Fã dos esportes em equipe, sou um devoto dos torneios internacionais. Acredito que o futebol, como qualquer paixão, tem que ser vivido no coração e na mente. Sem excessos e com bom senso.