Com show do trio ”MSN”, Barcelona conquista o tricampeonato mundial de clubes no Japão

Chegou ao fim mais uma edição do Mundial de Clubes. O River Plate enfrentou o Barcelona neste domingo no estádio internacional de Yokohama na grande final. O melhor ataque do mundo funcionou novamente. Com gols de Messi e Suarez (2), os comandados de Luis Enrique garantiram a taça da Copa do Mundo de Clubes da FIFA pela terceira vez.

Mais de 20 mil torcedores do River fizeram muito barulho, chamando a atenção dos japoneses que torciam a favor do Barça no estádio de Yokohama, palco do último título mundial de seleções que o Brasil ganhou em 2002.

LEIA MAIS
Barcelona terá R$ 253 milhões para gastar com contratações em 2016
Mundial: veja quem são os maiores campeões do mundo
Casagrande interrompe Galvão Bueno para comparar Corinthians a Barcelona
Barcelona x River Plate – análise de Neymar na partida
Opinião: River Plate perde de forma honrosa para o Barcelona

De um lado, o River campeão da libertadores 2015, que não chegava na decisão do mundial desde 1986, quando enfrentou o Steaua Bucaresti da Romênia, ainda no antigo formado que só os campeões da américa do sul e europa se enfrentavam. Do outro, o Barcelona campeão da Liga dos Campeões, que buscava sua terceira taça na competição, pois ganhou em 2009 contra o Estudiantes da Argentina e em 2011 contra o Santos. Outro detalhe da decisão foi o camisa 8 – Andrés Iniesta, que disputou sua quarta final de mundial.

O River Plate marcou forte o Barcelona no início da partida. Parecia jogar por uma bola, as vezes tentando ligar contra ataques de forma rápida, porém sem sucesso. A primeira chance clara de gol foi do Barcelona, com Messi que fez o goleiro Barovero fazer uma grande defesa. A segunda chance de Messi na partida foi em uma cobrança de falta, que Barovero buscou no cantinho esquerdo do gol. Dizem que na terceira chance, os craques não desperdiçam. E foi o que aconteceu! Aos 36 minutos do primeiro tempo, após uma linha de passe que começou com Messi, a bola chegou no lateral Daniel Alves que cruzou para Neymar ajeitar de cabeça para o camisa 10 do Barcelona, que dominou e chutou sem deixar a bola cair fazendo um golaço de pé esquerdo. Foi um golaço pela dificuldade do lance, que era mais fácil para quem chuta com o pé direito.

No intervalo do jogo, membros da comissão técnica do River Plate, reclamaram um possível toque de mão de Messi no lance do gol com o trio de arbitragem. No segundo tempo, o time argentino cometeu o maior erro quando se joga contra o Barcelona: Foi pra cima, acreditando no empate. E aí, dar espaço para o melhor ataque do mundo é suicídio. Logo aos 4 minutos do segundo tempo, em um lindo passe de Sergio Busquets, Luis Suarez ficou de frente com Barovero e não perdoou.

Mesmo perdendo por 2 a 0, a torcida argentina continuou cantando forte, mas não adiantou. Aos 23 minutos, o Barça chegou ao terceiro gol com muita tranquilidade. Neymar jogando pela esquerda, deu um belo passe para Suarez desviar de cabeça no contra pé do goleiro Barovero, fazendo o terceiro gol. O camisa nove do Barça garantiu a artilharia do torneio com cinco gols em dois jogos. Neymar teve várias oportunidades de gol, mas não teve sorte dessa vez. Teve muitos enroscos com o lateral Mercado, que chegou duro em alguns lances e o brasileiro revidou em outros também.

Após o fim da partida, os melhores jogadores do campeonato foram premiados. Iniesta ficou com a bola de bronze, Messi levou com a bola de prata e Suarez ganhou a bola de ouro. Com o título de hoje, o Barça só não ganhou nesta temporada a Super Copa da Espanha. Os outros títulos que o barça disputou em 2015, levou. Campeonato Espanhol, Copa do Rei, Liga dos Campeões da Europa, Super Copa da Europa e Mundial de Clubes.

Confira as notas da partida:

CA RIVER PLATE
#1 Barovero – 6,0
#25 Mercado – 5,5
#2 Maidana – 5,0
#3 Balanta – 5,5
#21 Vangioni – 5,5;
#8 Carlos Sánchez – 6,0
#5 Kranevitter – 5,0
#23 Ponzio – 5,0 /\ #27 Lucho Gonzalez – 5,5;
#19 Viudez – 4,5 /\ #22 Driussi – 5,0
#7 Rodrigo Mora – 5,0 /\ #10 Martinez – 6,0
#13 Alario – 6,0;

Técnico: Marcelo Gallardo – 5,5.

FC BARCELONA
#13 Claudio Bravo – 6,5
#6 Daniel Alves – 6,5
#14 Mascherano – 6,0 /\ #23 Vermaelen – 5,0
#3 Piqué – 7,0
#18 Jordi Alba – 6,0;
#5 Sergio Busquets – 6,0
#4 Rakitic – 5,5 /\ #20 Sergi Roberto – 5,5
#8 Andrés Iniesta – 6,0;
#10 Lionel Messi – 7,0
#11 Neymar – 6,5 /\ #24 Mathieu – Sem nota
#9 Luis Suárez – 8,0;

Técnico: Luís Enrique – 7,0.

Equipe de Arbitragem – 7,0:

Árbitro: Alireza FAGHANI (IRN)
Assistente 1: Reza SOKHANDAN (IRN)
Assistente 2: Mohammadreza MANSOURI (IRN)
4º Árbitro: ALIOUM (CMR).

Crédito da Foto: © Getty Images



Gil Arruda, atualmente na 107FM de Pindamonhangaba/SP, trabalha com comunicação desde 2009. Ele esteve entre os 10 finalistas do concurso "Talentos da Narração" do SporTV e no período de Março a Novembro de 2015, fez parte do programa de formação dos novos narradores do canal. Ao todo, foram 11.513 inscritos neste projeto inovador do canal da Globosat.